28-Dez: IOF para cartões de débito e pré-pago sobe para 6,38%

by • December 28, 2013 • Geral, iniciantesComments (1)1262

+
-


Print Friendly

CARTÃO DÉBITO E PRÉ-PAGO com IOF de 6,38%
Se antes a gente incentivava o uso de cartões de débito e pré-pagos no Exterior, por causa da tributação menor, agora não está mais valendo.

O Governo aumentou o imposto incidente sobre operações internacionais de cartões de débito e Visa e Master Travel Cash Passport, American Express Global Travel e todos os outros tipos de cartões pré-pagos emitidos no Brasil.Era de 0,38% e agora é 6,38%, um aumento de 6% (equivale a cerca de 15 centavos por dólar, na cotação atual).
Esse é o mesmo IOF de cartões de crédito.

A desculpa, dessa vez, foi a “isonomia de tratamento” para os diversos meios de pagamento. É claro que o intuito real foi arrecadar mais.

O QUE MUDA?
Agora é usar dinheiro, que ainda tem IOF de 0,38%, mas lembramos que todo viajante deve ter cuidado com dinheiro, documentos e bens de valor no Exterior, não deixando à mostra, em bolsas, etc… Prefira em porta documentos que vão dentro da roupa.
Se vai em locais com grande incidência de assaltos e furtos, prefira pagar o imposto e utilizar o Cartão pré-pago ou crédito (agora o IOF dos dois é igual, mas muda a cotação). Sem dúvida, é mais seguro.
Porém, pagar hotéis reservados na Internet ficou mais caro, especialmente se pagar antecipado. Aquelas comprinhas extras que não puderam ser pagas em dinheiro espécie também ficam um pouco mais caras. Imagine que, a cada $100 dólares, deve-se acrescer $6 para imposto.
Isso vale para planejar sua viajem e não ultrapassar o orçamento.

Leia mais: http://veja.abril.com.br/noticia/economia/governo-eleva-a-638-iof-sobre-compras-com-cartao-de-debito-no-exterior

CARTÃO DE DÉBITO, PRÉ-PAGO OU CRÉDITO?

Basicamente, agora que o IOF é o mesmo, só muda a data de conversão de moeda:

1) Cartão pré-pago: é a taxa de moeda estrangeira na data do carregamento do cartão. Com ele, não há surpresas de valor, você já sabe o quanto está pagando em moeda estrangeira convertida em reais.

Apenas o cartão pré-pago admite moeda diferente, como o Euro. O de crédito e débito fazem a conversão para Dólares norte-americanos e depois faz nova conversão para Reais.

2) Cartão de débito: é a taxa do dólar que estiver vigente na data da compra (instantâneo); o Banco pode cobrar ainda uma taxa por utilização no exterior. Pergunte antes ao seu gerente e peça o desbloqueio do cartão para uso internacional. Por exemplo, o Banco do Brasil cobra 1%.

3) Cartão de crédito: taxa é convertida em dólares na data de fechamento da fatura, mas a taxa válida mesmo é aquela do dia do pagamento da fatura.

Ou seja, o valor que aparece no demonstrativo do cartão de crédito não é o valor final. O valor efetivo será apenas apurado na fatura seguinte, de acordo com o dólar vigente quando você realizou o pagamento do cartão.

Deve-se solicitar o desbloqueio do cartão. Mesmo cartões já desbloqueados, vale a pena avisar o gerente do banco que você vai viajar.

O QUE FAZER?

Se a data da conversão é o que muda, deve-se ver o histórico do dólar e as estimativas de alta ou baixa. Por exemplo, no final de ano há sempre aumento do valor do dólar para o real. Se a taxa do dólar teve uma leve queda, pode-se comprar no cartão pré-pago e garantir essa taxa.

Se você não gosta de surpresas, prefira ir organizando sua verba no cartão pré-pago: é mais fácil de controlar quanto está gastando.

Dinheiro: sempre é bom ter um pouco de dinheiro em espécie, na moeda estrangeira do país, para gastos mais emergenciais como comida e transporte na chegada.

Claro que isso não vale para países que não usem moedas encontradas nas casas de câmbio do Brasil, como da Suiça.

Share on Facebook
Pin It

Related Posts

One Response to 28-Dez: IOF para cartões de débito e pré-pago sobe para 6,38%

  1. Lânia Maria Soares says:

    Quanto eu devo levar em dinheiro americano em viagem de sete dias a Flórida? Devo dividir esse valor em CPP? as compras devem ser feitas com cartão pré- pago?
    =============================================
    Resposta à pergunta:
    Se você não comprou aqueles pacotes de refeição nos parques de diversões, deverá calcular cerca de $50 por pessoa por dia para cobrir coisas básicas (transporte e alimento). Ou seja, pelo menos $350 a $400 por pessoa.
    Se você ainda vai comprar os ingressos, então deve calcular um valor adicional ($400 por pessoa).
    Aí o restante é parte de compras, cujo valor vai de $500 a $1000, depende de suas opções financeiras.
    Quanto a dinheiro ou cartão, o cartão sai mais caro (porque tem IOF), mas é mais seguro – pois em caso de perda você pode cancelar. Diferente do dinheiro, que tem risco de perder ou furtarem (mesmo cofres de alguns hotéis não são tão seguros). Lembre-se que há parques com brinquedos com água, então coloque sempre documentos e dinheiros dentro de plásticos.
    Se levar dinheiro, há bolsos para colocar dentro da roupa vendidos em lojas de artigos de viagem, que são mais seguros do que guardar na bolsa.
    Os cartões pré-pagos são bem aceitos nos EUA e bem mais fáceis de controlar gastos. Na internet, fica um histórico dos últimos gastos do cartão. Alguns recibos em lojas também sai o saldo do cartão.

Escreva um comentario

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Kyplex Cloud Security Seal - Click for Verification