Planos de viagem: como organizar suas férias

by • September 11, 2015 • Geral, iniciantesComments (0)7980

+
-


Print Friendly

Resumidamente, eis o passo a passo na hora de fazer seu planejamento de uma viagem internacional.

1) DESTINO
Escolha o destino. Por valores de pacotes aéreos, pode-se ter uma vaga idéia do gasto de cada destino. Considere também se há necessidade de documentação especial, como visto e vacinas. Na Europa, não é necessário visto para a maioria dos países.
___ Documentos especiais: alguns documentos podem exigir antecedência para serem emitidos.

_____ VISTO - Principais países que exigem visto: Estados Unidos, Canadá, México (dispensado se tiver o norte-americano ou fizer só a escala), Australia, Emirados Árabes, Egito, maioria dos países da Ásia (China, Japão, Coréia do Norte), Índia.

Não precisa de visto, se até 90 dias, a turismo (precisa para negócios e estudo): países da Comunidade Européia (quase todos os países estão na Comunidade - São eles: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Polônia, Portugal, República Checa, Romênia e Suécia.)….. Reino Unido (Inglaterra, Irlanda, Escócia), Rússia, Panamá, Países do Mercosul (não é necessário passaporte) e países da América do Sul; Bahamas, Israel, Filipinas, Hong Kong.

>>> Link: Rede Consular Brasileira

 

2) PASSAGEM AÉREA

Pesquise valor da passagem aérea para um determinado período. É comum ter variações por período de compra (comprar na alta temporada, mesmo que seja para viajar na baixa temporada, costuma ser mais caro), por duração da viagem e data de saída (algumas companhias cobram mais para partidas entre quinta e sábado). Para multi-cidades, verifique também o horário das escalas, para não ter que chegar no aeroporto em horários ruins (muito cedo, muito tarde, ou na hora do rush).
O site indicado é o http://matrix.itasoftware.com/, sistema da Google que conecta várias companhias aéreas, fornece preços em Reais e com taxas de embarque (mais fácil de saber o preço final de imediato), PORÉM É APENAS CONSULTA – para comprar, deve-se utilizar agência ou o site da companhia aérea. Outros sites como Submarino Viagens e Decolar também fazem pesquisas, mas as taxas de embarque não são incluídas na primeira página.
___ CONEXÕES E ESCALAS: verificar se há tempo hábil para fazer a escala, especialmente em razão de atrasos eventuais no aeroporto e tempo suficiente para a troca de aeronave (muitas vezes há tempo para o passageiro chegar, mas não para a bagagem, causando grande desconforto para o turista). Em vôos internacionais, prefira deixar no mínimo 90 minutos para fazer imigração / alfândega / novo check-in.

___ APROVEITE O STOPOVER… vai fazer conexão e dar aquela “paradinha”? então porque não colocar uma cidade a mais no seu roteiro? A dica só vale para quem tiver datas flexíveis, mais de 10 dias de férias, e para cidades que tenham fácil acesso aeroporto-cidade (do contrário vira um pesadelo).

___ Parcelamento: a maioria dos sites de companhias aéreas e agências fazem parcelamento do valor da passagem.

>>>> Comprando sua passagem aérea
>>>>Google Flight: busca por passagens aéreas mais baratas

3) HOSPEDAGEM
Pesquise hotéis na data pretendida, ANTES de comprar sua passagem aérea. É comum ter eventos em determinada cidade que deixam os hotéis lotados meses antes e o turista corre o risco de pagar até o dobro por causa disso.
Após a compra da passagem, faça reservas CANCELÁVEIS de hotéis, para garantir ao menos um quarto. Na véspera da viagem, pode-se conferir promoções de última hora. É comum nos Estados Unidos e na Europa ter preços especiais para reservas NÃO-CANCELÁVEIS, com 20% a 30% mais baratas, porém tem que ser pagas a vista, com cartão de crédito, e não são reembolsáveis em caso de desistência.
O site indicado é o http://www.tripadvisor.com, que faz avaliações dos melhores hotéis da cidade (nem sempre os melhores são os mais caros). E para fazer as reservas, o site Booking geralmente oferece quase todos hotéis avaliados pelo Tripadvisor. É sempre bom conferir o site oficial do hotel escolhido, para saber se não há alguma promoção especial. Atenção que, para alguns países, o Booking não coloca a taxa de serviço do hotel (varia de 1% até 21%, como em Buenos Aires).
O Hotel deve ter boa localização (perto de metrô ou estação de trem). Em cidades menores, como na Europa, pode compensar pagar um pouco mais para ficar melhor localizado, especialmente se sua viagem for por poucos dias.

____ PACOTES: confira antes se a localização e qualificação do hotel é boa antes de comprar um pacote turístico e veja quais as opções caso o hotel não confirme a reserva.

Nosso post:

>>> Como escolher hotéis
>>> Hotéis econômicos na Europa
>>> Localização dos hotéis IBIS
>>> Hotéis (baratos) nos EUA

4) TRANSPORTE NO DESTINO
Com passagem e hotel, o próximo passo é ver o transporte e traslados.
__ 4.1) Transporte entre cidades: se vai viajar para outra cidade, veja como será feito o percurso, se é ônibus, trem ou avião. Isso aumenta o custo da viagem e implica maior planejamento. Veja como é feito o deslocamento entre hotel e a saída desse transporte. Se não vai levar malas consigo, veja se há aluguel de armários para guardar sua bagagem. Se for percurso de trem, é possível comprar a passagem pela internet nos Estados Unidos e Europa, devendo ser utilizado o site oficial de cada país (o Rail Europe cobra um valor superior).
___ 4.2) Transporte do aeroporto: é sempre bom não contar com a sorte quando se trata de sair do Aeroporto. Algumas cidades tem alto custo para ir de taxi até a cidade, como Milão, Paris, Nova York… Mas várias oferecem serviços de ônibus expresso, com saídas frequentes e mais pontuais. Atente-se para o horário para sair do aeroporto (se é horário comercial ou não, pois muitos serviços de transporte não são 24hrs) e para chegar (calcule 3 horas de antecedência para aeroportos internacionais e 40 minutos em vôos domésticos com bagagem despachada).
____ 4.3) Transporte na cidade visitada: compensa saber antes se a cidade oferece passes turísticos de transporte e quais a formas mais rápidas e baratas de chegar no hotel e deslocar para pontos turísticos.

5) ATRAÇÕES DO DESTINO
Embora não seja necessário conhecer profundamente cada atração turística, há duas coisas básicas que podem ajudar: saber ao menos quais atrações devem ser visitadas no período de dias disponível e saber onde estão localizadas.
Por exemplo, saber como chegar até o local, se é necessário ingresso (e se ele pode ser comprado na internet para evitar filas), quanto tempo será necessário, qual o horário de funcionamento e o dia em que fica fechado. Para isso, entre no site oficial da atração, pois alguns guias impressos não ficam atualizados. Baixe também os guias disponíveis para algumas cidades no nosso site.
Muitas vezes, em razão do valor do ingresso e disponibilidade de horário, é melhor não visitar determinada atração turística.
___ CARTÕES TURÍSTICOS: algumas cidades tem cartões turísticos tanto para transporte como para atrações. Nem sempre o valor compensa, por isso deve-se pesquisar antes o custo-benefício.

6) GASTOS
Simule gastos para realizar o câmbio de dinheiro. Lembre-se que cartão de crédito tem tarifa de 6,38% a título de IOF.
Estados Unidos: tirando compras pessoais, calcule de $60 por dia para gastos básicos como média (transporte, comida e ingressos – não inclui hotel), sem nada extravagante. Para espetáculos especiais, jantares em locais mais bacanas e utilização de taxi, calcule uns $100 por dia. Para quem for econômico, é possível fazer uma viagem por muito menos ($40 por dia), especialmente se houver mais pessoas para compartilhar os custos.
Europa: depende muito do país. As cidades mais caras (Paris, Milão, Amsterdã, Zurique, etc…) devem ter custo diário médio de 50EUR, para coisas mais básicas (refeições simples, transporte público, atrações mais baratas…) até 70EUR para melhorar um pouco a qualidade das refeições. Para cidades mais baratas como em Portugal ou Londres (a maioria das atrações em Londres é gratuita), pode-se calcular menos, de 30 a 40 EUR ou libras esterlinas.
Como é apenas uma simulação e muitas vezes é necessário comprar ingressos especiais ou transporte adicional (trem, avião, ônibus interurbano), sempre é bom levar um valor extra ou ter outras formas de pagamento (cartão de débito, cartão de crédito).

____ CASAS DE CÂMBIO: há várias online, mas prefira uma loja física que atenda no seu local de trabalho ou residência, é mais seguro. Bancos também oferecem troca de moeda em espécie, mas em geral apenas EURO E DÓLAR.

7) BAGAGEM

A bagagem deve ser feita conforme a estação do ano no destino. Para viagens internacionais, deve ser feita de forma que seja possível carregar. Malas com rodinhas 360º são imperativas para a maioria das cidades, especialmente Europa.
Cada companhia aérea estabelece um peso e quantidade de malas limite. Verifique antes, para não correr o risco de pagar excesso de bagagem.
Veja nosso post de como fazer suas malas: http://viagem.decaonline.com/fazendo-as-malas/

___ PREVISÃO DO TEMPO: veja no Weather Channel (em português) a previsão dos próximos 10 dias da maioria das cidades do mundo.

___ CRUZEIROS: cuidado com o limite de bagagem em cruzeiros, mesmo em viagens internacionais. Verifique antes a quantidade limite.

Pronto, agora você terá todas as condições de aproveitar bem sua viagem.
Se sobrar um tempo depois disso, veja sites especializados de cada país (se não haver site em português, utilize a ferramenta de tradução no Google).

====================================
SITES DE VIAGEM

FERRAMENTAS

VÔOS

TRANSPORTE LOCAL
TREM

ESTADOS UNIDOS: www.amtrak.com
EUROPA ___ Alemanha: www.bahn.de |___ França: SNFC e Thalys | ___ Itália: Trenitalia| ___ Londres e Reino Unido: Eurostar e National Rail| ___ Austria www.oebb.at/en | ___ República Tcheca en.cd.cz/‎ | ___ Hungria www.mav.hu/english | Suíça: SBB | ___ Espanha: RENFE | Portugal www.cp.pt /‎ | ____ Bélgica: www.b-rail.be

ÔNIBUS: em geral, há uma infinidade de companhias, para cada país, por isso não listaremos aqui. Nos Estados Unidos, as mais populares são a Greyhound (vende pela internet), Peter Pan e Bolt Buses.

HOSPEDAGEM

  • Tripadvisor – além de resenhas de hotéis, tem dicas dos viajantes (está em inglês, mas há uma versão traduzida automaticamente para português, o que deixa os textos estranhos… )
  • Booking.com – site de reserva confiável. Mas, se tiver alguma dúvida, escreva para o hotel.
  • Venere.com, tem uma seleção especial para a Europa, como pequenas pensões. Vale utilizar a opinião dos turistas na hora de escolher.
  • Hotels.com
  • Trivago.com
  • DealBase.com
  • CouchSurfing.com, significa, literalmente, “surfando no sofá”, a rede social oferece sofá GRÁTIS para viajantes. Pode não ser muito confortável, mas é barato e é oferecido por quem gosta de ajudar.
  • AirBnB.com
  • Priceline – funciona nos Estados Unidos, você reserva um hotel “às cegas”, só sabe o preço, localização genérica… só depois de pagar você recebe o nome do hotel. Costuma ser 20%, 30% mais barato, algumas redes até fazem pela metade do preço da tarifa de balcão. Apenas quartos duplos.
  • Hotwire – similar ao Priceline
  • Hostelbookers – para alberques
  • HostelWorld para albergues

Nosso post: http://viagem.decaonline.com/como-escolher-hoteis/

OUTROS

.==============================================

Artigo de Viagem.Decaonline.com – publicado em Published on: May 11, 2013 @ 11:09. 
.

Share on Facebook
Pin It

Related Posts

Escreva um comentario

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Kyplex Cloud Security Seal - Click for Verification