O que é turismo comunitário?

by • 12/03/2018 • GeralComments (0)116

+
-


Print Friendly

Turismo comunitário é o termo que denomina as atividades da comunidade em prol de oferecer turismo local. Seria uma experiência genuina de viagem, onde você conhece as tradições e o povo.

RISCOS
Existe o lado bom, de engajar a comunidade, de enobrecer suas tradições e sua área.
Existe o lado ruim: quando tudo gira em torno do turismo, a população é praticamente “escrava” dessa atividade. E o local acaba atraindo forasteiros em busca de dinheiro fácil. O que era autêntico vira uma logomarca, uma imagem artificial.
Além disso, é fácil o turismo comunitário escalar para um turismo empreendedor, mas sem as tradições locais.

ESCOLHAS
Dito isso, pensando em um viajante consciente, você vai preferir escolher qual destino: aquele que engaja ou aquele que escraviza os habitantes locais?
Parece uma escolha óbvia, mas não é. Simplesmente porque muitas vezes não sabemos como a estrutura de turismo está formada. O crescimento de turismo em áreas rurais ou esquecidos pelos governos (como turismo na Favela) tem um frágil ponto de equilíbrio, entre manter suas tradições surgidas pela própria adversidade e gerar desenvolvimento e crescimento, deixando de ser aquela pequena comunidade.
Também não sabemos o fluxo dos recursos financeiros: para onde vai o dinheiro deixado pelos turistas?
Assim como ocorre na pesca: aquele que pesca é quem menos ganha até o peixe chegar na mesa do restaurante.

Você pega R$ 200 reais para uma empresa te levar a um local distante. Lá você deixa R$ 5 reais comprando uma peça artesanal. Quem faturou mesmo com sua visita?

Usualmente o turismo comunitário é embrionário, rudimentar. Não tem tanta estrutura de serviços. às vezes nem tem hotéis por perto. Mas é assim que se preserva a tradição.
Quando há muito comércio, muitos guias de viagem abordando turistas: você sabe que não mais pisou num local de turismo comunitário.

EXEMPLOS NEGATIVOS
Puno no Peru: o que era algo para mostrar o trabalho de artesãos peruanos nos lagos se transformou na Disneylândia peruana. Porém, sem muito apoio do governo, a população depende hoje inteiramente do turismo e muitos lagos sofrem com a poluição deixada pelos visitantes.
Bali: hoje já perdeu suas características de “ilha paradisíaca deserta no fim do mundo”.
Comunidade Padaung na Tailândia: conhecida pelas mulheres com anéis no pescoço (que dá um “efeito girafa”) é praticamente um circo de horrores dos tempos modernos.

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Kyplex Cloud Security Seal - Click for Verification