Inseticidas usados nos aviões

by • January 8, 2014 • companhias aéreas, Geral, iniciantesComments (1)3957

+
-


Print Friendly

Algumas companhias aéreas estão com a mania de tacar inseticidas nas aeronaves – de portas fechadas e cheio de passageiros – dizendo que não são agressivos aos humanos, apenas aos insetos. Não parece propaganda de aerosol?
Mas é claro que ninguém fica jogando inseticida em casa com tudo fechado e permanece lá naquela nuvem.
No avião, o passageiro não tem escolha: vem a aeromoça e vai jogando aquele spray de inseticida. Forma-se uma nuvem. Logo você sente o cheiro (meio azedo?). E o piloto avisa para apertar os cintos de segurança. Saiba um pouco mais sobre essa prática.

=======================================
O INSETICIDA
Usa um tal de permethrin, que foi “aprovado” há muitos anos pela Organização Mundial da Saúde, no início da década de 90.
Mesmo assim, após inúmeras ações indenizatórias, os Estados Unidos deixaram de usar no final da década de 70, remanescendo apenas em poucas rotas.
Mas agora, voltaram com essa “moda” e, pior, no Brasil. Os motivos não são claros, mas o Brasil apresenta risco por causa do mosquito da Dengue e da febre amarela, além de seu um país com Malária (embora o inseticida esteja sendo usando também em São Paulo, que não tem foco de malária, mas tem Dengue, então acho que esse é o motivo).
O inseticida, como era de se esperar, não é tão inofensivo. Mas é tolerável em curto espaço de tempo. O inseticida tem substância químicas que ficam no tecido das roupas e na própria aeronave. O acúmulo desse resíduo (de uma substância chamada de pyrethroid) pode trazer alergias e, depois de muito uso, até queimaduras. O uso, uma unica vez, dentro do avião pode causar desconforto, mas não há muitos relatos de pessoas que realmente tenham passado mal. O avião fica em solo durante o procedimento e qualquer passageiro pode ter atendimento médico a tempo.
OU SEJA, quando você perceber que vai ter aquela nuvem de inseticida, não é para entrar em pânico, 99,99% dos passageiros não tem problemas com o spray (e alguns problemas são mais psicológicos do que biológicos). Casos mais preocupantes foram apenas relatados com as aeromoças, as coitadas que são pulverizadas todos os dias…
Enquanto isso, àqueles com propensão a problemas respiratórios, psicológicos, asma ou problemas de pele e alergias, evite o contato com o tal spray.
=====================================
PAÍSES E COMPANHIAS QUE FAZEM A PRÁTICA
AIR FRANCE
Também houve relatos no vôo da GOL para os Estados Unidos – http://www.melhoresdestinos.com.br/voo-gol-estados-unidos.html
Companhias da Austrália
Companhias que viajam África ou Ásia

http://www.dot.gov/office-policy/aviation-policy/aircraft-disinsection-requirements

Czech Republic = areas of contagious diseases
France – Areas of malaria, yellow fever and dengue fever
Indonesia – Infected areas
Mauritius – Generally, flights coming from African continent, Asia and sub regions, the Middle East and islands of the Indian Ocean, and flights coming from any other country where mosquito borne diseases are prevalent.
South Africa -Areas of malaria or yellow fever
Switzerland -Intertropical Africa
United Kingdom Malarial countries
————————————–
Informação da Organização Mundial da Saúde:(porém sabe-se que está desatualizado) http://www.who.int/ith/mode_of_travel/aircraft_disinsection/en/
Estudo mais atualizado, de 2005: http://whqlibdoc.who.int/hq/2005/WHO_CDS_WHOPES_GCDPP_2005.10.pdf
Notícia de 2001 sobre os efeitos de inseticida nas aeronaves: http://usatoday30.usatoday.com/life/travel/business/2001/2001-09-10-pesticides.htm

Share on Facebook
Pin It

Related Posts

One Response to Inseticidas usados nos aviões

  1. Aldirio Medeiros says:

    É inacreditável que ainda não tenham se dado de conta que quanto mais usam inseticidas, maiores são os prejuízos causados a saúde dos seres, em geral aqueles que apresentam uma estrutura muito complexa e que não criam resistência aos inseticidas. Os inseticidas matam libélulas e girinos de peixes e anfíbios que em algumas ou em todas as fases de sua vidas alimentam-se de larvas ou de mosquitos e de outros insetos nocivos. As libélulas por exemplo, alimentam-se na fase de desenvolvimento na água, a fase de ninfas, das larvas de mosquitos e na vida adulta saem, sempre em grupos e, assim vão limpando os mosquitos que entraram na vida adultas para sairem voando para picarem outros seres. Acontece que estas, em todas as fases de suas vidas, são atingidas pela poluição e muito mais ainda pelos inseticidas, quer em uso nas cidades como nas grandes lavouras, reduzindo muito suas populações.
    Os girinos são enormemente atingidos pela poluição e inseticidas e, qualquer pessoa observadora, técnica no assunto ou não, percebe alimentam-se de fungos, micro-organismos e larvas de insetos em fase aquática, estes estão desaparecendo dos cursos de águas naturais. Não se vê com facilidades girinos e muito menos pequenos peixes ou anfíbios nos rios e outras fontes naturais de água. Tudo desaparecendo.
    A consequência, é que sofremos todos. Os animais, os mais pobres e desfavorecidos, mas não devem esquecer os que fazem uso indiscriminado de inseticidas tentando ter lucros os maiores possíveis, vivemos todos no mesmo mundo, no mesmo universo e que nunca estarão imunes às consequências do que fazem. Sofrerão e já sofrem de intoxicações graves e crônicas, terão e já tem mais cânceres, muitas vezes raros e muito agressivos, sofrerão e sofrem mutações genéticas que, muitas das vezes geram seres com severas alterações de suas forma biológicas em suas novas vidas que surgem, terão muito mais infecções, algumas delas raras e desconhecidas, mas com grandes dificuldades para seus organismos responderem e se defenderem.
    Já não basta a loucura de poluição causada pelo uso de combustíveis muito poluentes no desenfreado uso de veículos automotores, pelo uso de energia nuclear e outras práticas gananciosas e abusivas?
    Podemos pensar que a humanidade enlouqueceu ou se tornou extremamente irresponsável?
    Fico horas refletindo e do alto dos meus 66 anos, concluo que me resta já não tanto tempo e vivi um tempo considerável, mas e as crianças que estão chegando, os jovens que muito terão ainda para viver, o que será deles?
    É de chorar e pedir À Deus que tenha piedades de todos os que habitamos este Mundo.

Escreva um comentario

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Kyplex Cloud Security Seal - Click for Verification