Como está o turismo na Europa após o terrorismo

by • April 13, 2016 • Europa, GeralComments (0)758

+
-


Print Friendly

Os recentes ataques terroristas em Paris e Bruxelas tem deixado viajantes preocupados com a segurança.
É certo que o turismo em BRUXELAS (Bélgica) cairá drasticamente pelas próximas semanas, mas o país não depende tanto do turismo. Bruxelas é a sede do Parlamento Europeu, portanto um local estratégico nas relações internacionais, mas todas reuniões foram canceladas. A taxa de ocupação de hotéis em Bruxelas caiu 25% após os ataques, de acordo com a empresa STR, época em que os hotéis começam a lotar por causa da proximidade da entrada da Primavera e temperaturas mais amenas.
Dias depois, Londres passou a ter taxa de ocupação hoteleira de 58% e Paris de 67%, bem abaixo da média (de 80%).

Isso pode significar hotéis mais baratos, mas não há como prever futuros ataques terroristas.
Além disso, sabe-se que a onda de refugiados sírios aumentou a preocupação dos turistas.

Por exemplo, a TURQUIA, após ataques no país, sofreu uma redução de 50% no turismo, após um boom promissor em 2014. O Governo norte-americano não recomenda viagens para a Turquia nesse verão (na Europa, o auge do verão se dá um Julho-Agosto). A nota divulgada alerta especialmente para Istambul e Antalya.

>>> LEIA MAIS: http://turkey.usembassy.gov/sm_040916.html | http://www.bbc.com/news/world-europe-36006250

As projeções, segundo o jornal Wall Street é que a queda no turismo poderá se alastrar por outras cidades.
>> LEIA MAIS: Wall Street (em inglês): http://www.wsj.com/articles/tourists-cut-back-on-europe-trips-after-bombings-1459175983

Mas Bruxelas é um dos elos da EUROSTAR, que conecta Londres, Paris, Amsterdam e Bruxelas. Essa rede ferroviária é a mais rápida conexão terrestre entre essas cidades, o que aumenta a preocupação de segurança por toda a Europa.
Para aqueles que planejam viajar de Amsterdam para Paris, devem ter em mente eventuais atrasos e até cancelamentos de vôos e trens.

As companhias aéreas na Europa tiveram um reflexo dos ataques, mas nada tão significativo. A pior queda foi na AirFrance, em quase 4%.
http://www.theguardian.com/business/2016/mar/22/travel-tourism-holidays-shares-sink-tourism-europe

>>> LEIA MAIS: http://www.nbcnews.com/business/travel/after-brussels-european-tourism-industry-fears-broader-hit-n545791

AOS BRASILEIROS:
As passagens aéreas para a Europa pouco mudaram desde então, com as práticas de preços usuais das companhias aéreas.
Abril – Maio é considerado baixa temporada no Brasil, com preços menores, mas não na Europa. Pode-se achar passagens com descontos de acordo com as promoções temporárias das companhias aéreas, como é praxe nessa época. As passagens saindo de São Paulo estão em torno de R$ 2.300 (Lufthansa, Airfrance, KLM).
Nada comparado com a queda de preços de passagens vista para os Estados Unidos, que tem média de preços de R$ 1.700, alguns destinos com valores de R$ 1.200.

Quem tem viagens marcadas mas quer cancelar, pode entrar em contato com as empresas hoteleiras e aéreas para entrar em um acordo, mesmo que tenha comprado pacotes do tipo não-reembolsáveis, especialmente para Bruxelas. Para quem ainda planeja viajar, sugere-se pacotes com possibilidade de cancelamento.
Se você deseja viajar mesmo assim, sugere-se paciência, pois o aumento de segurança deixará tudo mais lento.
O lado positivo pode ser encontrar hotéis populares mais facilmente, como aqueles da rede ACCOR. Mesmo assim, sugere-se planejamento antecipado.

Share on Facebook
Pin It

Related Posts

Escreva um comentario

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Kyplex Cloud Security Seal - Click for Verification