Guia de Budapeste – Hungria

by • January 17, 2013 • Europa, guias, MapasComments (85)59701

Atualização: Julho de 2013 (agora com mapas). Publicado originalmente em Jun 17, 2009 @ 8:02
————————————-
…… BUDAPESTE ……

A cidade de Budapest tem dois lados distintos. O Buda, que é mais calmo e tranquilo, com verde, porém tem ladeiras infinitas. E Pest, que tenta se transformar em cosmopolita, tem uma vibe urbana ao mesmo tempo em que tenta manter parte das tradições húngaras, o que torna a cidade muito interessante.

Há uma intensa vida cultural, desde dança até música classica, além de uma infinidade de museus. A cidade mantém as famosas casas de banho, que não são só para visitantes: elas são mesmo populares lá.

Para quem for fazer uma visita muito rápida (um dia), é prioritário visitar a Vaci Ut, importante rua comercial da cidade, dar uma olhada do rio Danúbio que divide os dois lados de Budapest, marcado pelo emblemático prédio do Parlamento e visitar o Bairro do Castelo no lado Buda.

COMO CHEGAR:
De trem, por Viena (compre pelo oebb.at) ou de avião, de todas as capitais européias. Uma boa sugestão para o triângulo imperial é ir para Budapest, pegar um trem até Viena e depois outro até Praga, retornando ao Brasil (ou vice-versa: Praga – Viena- Budapest). Passagens de trem para Viena podem ser conferidos no site – http://www.mav.hu/english/index.php, e são baratos, a partir de 13 euros e a viagem dura cerca de 3 horas.

Chegando de trem, há metrô e diversas formas de condução.

Do aeroporto (código IATA: BUD), não há metrô direto. Deve-se pegar um ônibus estacionado quase em frente à saída do aeroporto, é necessário comprar um ticket de ônibus com o motorista (troque um pouco de moeda local no aeroporto, se necessário – lá a tarifa é ruim, por isso troque apenas 10 euros). Esse ônibus leva até a estação de metrô. Lá, será necessário comprar um novo ticket, em um guichê do lado de fora da estação. Apesar de cansativo, é o método mais barato.

Também pode-se ir de taxi (cerca de 5000 florins, ou 22 euros)

QUANDO IR:
Na primavera as temperaturas são amenas, mas não é recomendável para quem tem alergia respiratória, pois cai muitas folhas e flores. Outra estação que se recomenda é o Outono.

Quanto tempo: o ideal seriam 4 noites de hotel, para cobrir boa parte das atrações. 3 noites cobrem o básico. Menos que isso, tenha certeza que não conhecerá tudo, mas o importante é passar por essa bonita cidade.

Moeda e documentação: a moeda local é o florin húngaro. A Hungria já é parte da União Européia, portanto não precisa de Visto até 3 meses. Porém, tem adiado a conversão da moeda para o Euro. Para cada 100 florins, calcule mais ou menos 1 real (em maio-junho de 2009)

Língua: fala-se húngaro. Exceto pelos números, não tente aprender, eles não vão entender o que você disser mesmo. Nem todos falam inglês (português nem pensar…), mas é fácil comprar ingressos.

COMPRAS:
Os preços não são convidativos, custam o mesmo que em grandes capitais do Brasil para roupas, calçados. Lembranças podem ser compradas na Vaci Utca ou no Mercado Central (ao final da Vaci).

Para marcas conhecidas internacionalmente, há lojas na Vaci Ut ou na Deak Ferenc (www.fashionstreet.hu)

ONDE COMER
A Comida tem alguns pratos tradicionais, como cozidos de carne (vaca ou porco) com páprica e o goulash, pratos tradicionais da região que também são encontrados em Praga.

Menza (internacional) Liszt Ferenc tér 2. | Fuji (japonês). Czatárka u, 54. | Nobu (japonês) Erzsébet Tér, 7-8 | Arcade (francês) Kiss János altábornagy u. 38.www.arcadebistro.hu
Klassz – Andrássy út 41. (www.klassz.eu).
Café Kör (recomenda-se reservar) V., Sas u. 17. (+36-1 311-0053).
Chez Daniel (francês) VI., Szív u. 32. (+36-1 302-4039, www.chezdaniel.hu)

Húngaros (são muitos): Alabárdos | Aranyszarvas | Gundel | Gerbeaud Sorhaz | Rosenstein, Mosonyi u. 3. (+36-1 333-3492, www.rosenstein.hu) | Múzeum – Múzeum krt. 12. (+36-1 267-0375, www.muzeumkavehaz.hu)

Lanches: Hard Rock Cafe Budapest, na Deák Ferenc u,3-5, na Vörösmarty tér www.facebook.com/hardrockcafebudapest | Ring, serve café da manhã também, fica na Andrassy Ut, 38, perto do Oktogon. Desde 10am até meia noite, todos os dias. www.ringcafe.hu | Spíler (estilo bistrô) Kiraly u, 13 (a duas quadras paralelas sul do início da Andrassy); www.spilerbp.hu

Famosa sopa o Fozelék no Főzelékfaló Ételbár, tradicional prato da cidade (uma sopa bastante substanciosa). Endereço Bartok, 43-47 – também na Ferenciek Tere.

Vegetarianos devem procurar locais especializados, há um restaurante perto do metrô Batthyany (lado Buda), chamado Éden Vegetáriánus Étterem, bem popular. No lado Pest, há o Govinda e o Napfényes.

Água mineral é ashvan vizét, distingue-se pela tampa das garrafas. A tampa rosa é água de torneira filtrada, por isso é mais barata. Os refrigerantes são de 200ml, tem gosto igual do Brasil. O único diferente é o Traubisoda (refrigerante de uva).

========================================

TRANSPORTE
Metrô, bondes (trens elétricos, chamados de tram e ônibus fazem boa interligação para a maioria dos locais. A cidade é pequena, portanto chega-se rápido (caso vá a algum espetáculo nortuno com horário). É complicado saber qual ônibus pegar, abaixo estão indicados alguns nas próprias atrações turísticas, quando necessáiro.

Pode-se adquirir um cartão de viagens infinitas válidas por um, três ou sete dias. (www.bkv.hu). Tarifas: http://www.bkv.hu/en/travel_cards
– One-day travel card: HUF 1 650
– Three-day travel card: HUF4150
– Seven-day travel card: HUF 4 950

Ou, para quem não for usar muito transporte, compre uma caderneta com 10 tickets (10 db-os gyűjtőjegy), HUF 3000, que sai mais barato. http://www.bkv.hu/hu/vonaljegy_tipusu_jegyek
Não há marcadores eletrônicos no ônibus ou metrô (catracas ou máquinas), a vistoria do ticket é feita na porta de entrada da estação por guardas. A maior parte das atrações está no lado Peste, acessível por metrô. Já o lado Buda somente pode ser acessado por bonde ou por ônibus. Veja mais abaixo sobre cada atração.

À parte: Funicular e passeio de barco.

ONIBUS TURÍSTICO: Big Tour Bus, 48hrs, Valor: 5000HUF (em 2013), tem áudio multi-lingua. www.hoponhopoff.hu

Também há vans pela Cityrama – www.cityrama.hu; e tours por Segway www.budapestcitysegwaytours.com.

ATRAÇÕES

BUDAPEST CARD- www.budapest-card.com
Preço: 8900 HUF (3 dias)
Inclui o transporte público, 4 museus (incluindo o Belas Artes, o Museu Nacional e Galeria Nacional), 2 tours, Casa de Banho St. Lukács , e uma lista infindável de descontos, em geral para passeios turísticos privados (tours de barco, transfer para o Memento park)

Compensa para quem ficar muitos dias e pretender visitar os museus, porque há bons descontos (muitos museus com 30%, 50%). Casas de banho: 20%. 30% no Gellert. 30% aluguel de carro na Sixty. 50% nas Cavernas Pál-Völgy e Szemlő-Hegy. Mas não é necessário.
———————————————-
Centro de Informações Turísticas (Budapestinfo Points)
* Deák Ferenc tér, 1052 Budapest, Sütő u. 2. • Open: 8–20
* Budapest Liszt Ferenc International Airport • Terminal 1: 8-22,
Terminal 2A: 8-22, Terminal 2B: 10–20
* Castle District, 1014 Budapest, Szentháromság tér 6. • Open: 10–18
——————————————
Lado Buda

MAPA: está inclinado, a direção é norte-sul (não caberia na tela) – CLIQUE NO MAPA PARA VER UMA VERSÃO AMPLIADA MELHOR. O acesso mais fácil para quem está em Peste é pela Ponte Charles. Há ônibus #16 que leva diretamente ao miolo do Castelo, a partir da Vorosmarty Ter (lado Peste).

* Castle district – bairro do castelo. Local antigo, muitas casas da época medieval, mais elevado, tem uma linda vista da cidade. Escolha um dia ensolarado para visitá-lo. Para chegar lá, o caminho mais fácil é ir até o metrô Deak Ferenc e pegar o ônibus #16 na praça, esperar até entrar na área do Castelo. Também dá para descer após cruzar a ponte e pegar o Funicular (Budavari Siklo www.bkv.hu/en/funicular_tickets), um bonde que leva até o topo (ingresso à parte). Ou, também ir de metrô até o Moszkva Ter, um gigante terminal de ônibus, subir até a Vartok e pegar o ônibus #16.

Na região, procure o restaurante Csalogany 26 (rua de mesmo nome).
* No lado Buda, há uma gigantesca estrutura, o Fisherman’s Bastion (Bastião dos Pescadores). De dia, paga-se para subir sua estrutura e ter uma vista magnífica da cidade. À noite, é aberto. Lá também está a Igreja de Matthias (Mátyás templom, www.matyas-templom.hu/ paga-se para entrar-1000 Ft. Dias de semana 9 a.m. – 5 p.m, Sábado até 1pm), a Galeria Nacional Húngara – Magyar Nemzeti Galéria www.mng.hu . Terça a docimngo 10-18hrs. O Labirinto (rede de túneis subterrâneos, na Úri utca 9), fechou. É bom caminhar pelo bairro e ver as casas antigas, o acesso é gratuito.

* Se for almoçar na região, há pequenos restaurantes. Um dos recomendados pelos guias é o Alabárdos, porém um pouco caro.
* * (opcional) Fora das imediações do Castelo, tem o shopping Mammut (acesso pelo metrô Moszkva Ter ou saindo pelo portal ao norte, siga a Ostrom até a bifurcação com a Fiath e siga em frente) e a região do metrô Batthyany (na margem do rio), com muitos restaurantes, um pequenino shopping e um supermercado também.

=============================================================

Gellert e Citadella ………………………………………..

MAPA: Como se pode ver, o acesso a Citadela não é tão fácil, pois fica acima de um morro grande. O ônibus 27 passa por trás, para bem na pontinha do parque Jubileumi. Já Gellert fica abaixo, acesso fácil por tram (18, 19,41, pelo lado Buda ou 47, 49 pelo lado Peste, saindo do Deak Ferenc, passando por Ferenciek Tere)

Citadela

* Ao sul, há o famoso Hotel Gellert (www.gellertbath.com – paga-se para usar a casa de banho, no lado de trás do hotel), o Cave Church (igreja da caverna, grátis www.sziklatemplom.hu) e o Citadella (grátis, exceto museu, que é temático da 2ª Guerra Mundial), outro ponto alto da cidade. Não há muito o que se fazer por ali, mas há uma vista boa da cidade.

Obs: O acesso à Citadella é complicado, pois não há condução muito perto. O jeito é subir pelo lado da Ponte Elizabeth (não indicado, pois é uma subida e tanto) ou pegar um tram (bonde) até o terminal Moricz e lá pegar o ônibus #27 na Villányi út (quando o ônibus subir uma grande ladeira na direção oeste, a Kelenhegyi, espere até chegar no topo, onde acaba a parte verde e há alguns carros parados, e desça lá).

Tram para pegar ônibus 27 para Citadella: 19, do lado Buda, em Budai Alsó. Acesso pelo Clark Ter, na frente do funicular. Da Deak Ferenc: pegar o 47 ou 49 até o Moritz.
* Na região de Moricz, vá conhecer o Fozelék no Főzelékfaló Ételbár;, tradicional prato da cidade (uma sopa bastante substanciosa). Endereço Bartok, 43-47 – também na Ferenciek Tere
*** LADO PESTE *********************

MAPA: o “i” (Praça Deak Ferenc) verde é o ponto de informações turísticas e ponto de encontro de linhas de metrô e tram. Na direção do Danúbio, estará o Vorosmarty Ter e o Vigadó Ter (de onde partem os barcos). A Norte do “i” Deak Ferenc está a Basílica de S. Estevão e o início da Andrassy Ut. E na direção norte da Vorosmarty estará a ponte Charles.
…. AVENIDA ANDRASSY………………………….. ….
* A região principal é a avenida Andrassy Utca, percorrida pela M1.

* Lá está a Opera (www.opera.hu/en metro Opera, Andrássy út 22.), compre um ingresso pela internet (Jegy, use a versão em inglês e selecione Hungaria State Opera House / Magyar Állami Operaház.), quase todo dia tem espetáculo. Domingo há ingressos populares, cerca de R$5,00. Ou há visitas guidas, das 3 até 4pm, 2900 HUF.
* A Academia de música Liszt Ferenc (metro Octogon M, onde há muitas redes de Fast Food) também tem espetáculos de música da orquestra da Academia ou da Hungria.
Na praça Liszt Ferenc está um dos restaurantes mais populares da cidade, o Menza, recomendado pelos guias e habitantes locais. Além de preços acessíveis, a comida é ótima. o posto de informações turística mudou (2013).

* No início da Andrassy está o Museu do Correio (www.postamuzeum.hu), metrô Bajcsy Zsilinszky) em um prédio histórico e a catedral de São Estevão (St. István, ou ST Stephen – www.bazilika.biz/), a principal e maior da cidade.

* a praça principal é a Vörösmarty tér. (metrô de mesmo nome).
Visite a doceria Gerbaud (www.gerbeaud.hu), a mais famosa da cidade.
Aí também fica a Hard Rock Cafe de Budapest e a doceria Szamos Gourmet, com doces húngaros tradicionais.
* Esses são os locais básicos da cidade. Sobrando tempo, vá conhecer a ilha Margitsziget (há passeios de barco que incluem a ilha no roteiro).
=======================================================

O Rio Danúbio ……………………………..

A atração principal é, sem dúvida, a Ponte Charles I (ou Chain Bridge). Um passeio nortuno também é agradável. Na margem do lado Peste, perto da ponte Charles I, há passeios de barco. Caminhe ao sul ou peque o tram #2 na praça Roosevelt até o próximo ponto, o Vigadó Ter. Alguns mapas turísticos tem cupons de descontos (pague 1 por 2 pessoas). MAPA DA REGIÃO ACIMA.

O mais popular passeios de barco é o Legenda e o Blue Danube. Não é necessário pegar um barco com restaurante, a comida não é tão boa. Um audio-guia explica um pouco de cada lugar, é interessante para uma visita inicial.

Muitos hotéis chiques estão na região. Recomenda-se visitar o Gresham e conhecer o local, fica ao final da ponte Charles I a abriga o hotel Four Seasons. Há um Bar-Lounge dentro do hotel, ao lado do lobby de entrada e um restaurante de luxo.

* Por perto: Mercado Baldaszti’s, do outro lado da ponte, no lado Buda, oferece produtos húngaros e importados, Segunda a Sábado, 9am até 21hrs, Lanchid ut (seguindo abaixo do Funicular). www.baldasztis.com. No lado Peste, o Baldaszti tem um restaurante na Andrassy ut 8, aberto a partir do meio-dia.

==========================================================
…Hősök tere -PRAÇA DOS HERÓIS …

 

MAPA: o metrô M1 laranja sai na frente da Praça dos Heróis, facilmente reconhecível pelas gigantes estatuas. Ao lado esquerdo para quem sai da Andrassy está o Museu de Belas Artes (recomendado). Atrás do museu está o restaurante Gundel. À direita está o Mucsarnok, museu de Arte contemporânea e exposições – 1800 HUF (visita opcional). Seguindo a principal avenida atrás da praça dos Heróis, há acesso ao Castelo, visto pelo portal típico logo à entrada. Lá funciona o nada interessante Museu da Agricultura. Do outro lado da Avenida principal, há acesso à famosa casa de banho pública Széchenyi fürdő, que tem um metrô. Atrás da casa de banho funciona um parque de diversões com circo, zoológico.

Ao final da avenida Andrassy está a Praça dos Heróis (Hősök tere, metrô Hosök tere).
Na praça dos Heróis há dois grandes museus. O mais recomendado é o de Museu de Belas Artes www.szepmuveszeti.hu, Terça a Domingo, 10 am – 17:30, HUF 2800 em 2013
* No parque está a maior banho público da cidade, o Széchenyi fürdö.
O castelo Vajdahunyad (Wikipedia) está cercado por um pequeno parque de diversões. O castelo é de 1896 a 1908. Recebe muitos visitantes do parque, mas o prédio hoje é o Museu da Agricultura.
* Nessa região está o famoso (e caro) restaurante Gundel, proclamado um dos melhores da cidade. Atrás dele está o zoológico da cidade, atração para as crianças.

=========================================================

…..PARLAMENTO…
Fora da região da Andrassy está o Parlamento (www.parlament.hu. espere longas filas para pegar o ingresso, custa 3500 HUF, precisa esperar permissão para entrar no Parlamento e depois aguardar nova fila para fazer a visita guiada – tem horários específicos de visitação). Acesso pelo Metrô m2 Kossuth Lajos tér e pelo Tram (bonde) #2. Nem sempre compensa a espera da fila, para quem não tem muito tempo para conhecer a cidade. Ingressos pela internet: www.jegymester.hu/parlament

====================================================
…..VACI UTCA ………………………………..

MAPA: a Vaci Utca é a tua amarela clara que segue paralela ao Rio Danúbio, entre as pontes Erzsebet e Szabadság. O final dela tem o prédio do Mercado (Nagy Vásárcsarnok)

* A principal rua comercial da cidade é a Vaci Utca (www.vaciutca.net/ Metrô M1, Vörösmarty tér vá), com grifes famosas e lojas variadas. Desça a rua até chegar ao Mercado Central (Nagy Vasarcsarnok) onde há uma imensidão de lojas de souvenirs. O Mercado Central tem tanta fama quanto, digamos, o Grande Bazaar de Istambul, não sendo simplesmente um monte de frutas e verduras. COMO CHEGAR: Acesso pela Ferenciek Ter, pela Andrassy a pé para a Vaci Utca. Para o Mercado, se não for a pé pode-se pegar o TRAM 2, que passa às margens do Danúbio.

* O museu mais importante é o Museu Nacional Húngaro,www.hnm.hu, que guarda relíquias de história. Magyar Nemzeti Muzeum, acesso pelo Metrô M3 Kálvin tér 10 am to 6 pm, terça a domingo. Preços: 1,100 HUF (2013)

Notícias e eventos dos mercados em http://www.piaconline.hu/new/index.php?pageLang=angol

OPCIONAIS:
* Museu de Artes Aplicadas – 10-18hrs. www.imn.hu
* Parque das Estátuas (www.szoborpark.hu Statue Park), um dos resquícios do comunismo. XXII, Balatoni útca com Szabadkai utca,. 10h/pôr-do-sol. Ônibus saem da Deák tér.
* Central Synagoguewww.dohanyutcaizsinagoga.hu Nagy Zsinagóga – Gratis. Central Synagogue, Budapest VII. Dohány utca 2, M2 Astoria, Bus 7, 7A, 78, Tram 47, 49, Trolleybus 74, Open: 10am-3pm Mon-Fri, 10am-1pm Sun .1800 HUF
* Igreja de St. Anne (Szent Anna Templom). I. Batthyány tér 8, M2 Batthyány tér. 6:45am-9am, 4pm-7pm Mon-Sat, 7am-1pm Sun
* Casa do terror (Terror Haza www.terrorhaza.hu): museu do holocausto na Andrassy. 10 a.m. to 6 p.m. 1500 HUF. 1062 Budapest, Andrássy út 60. Metrô m1 Vörösmarty utca. Servia de quartel general para a polícia secreta de comunistas e facistas.
* Museu do trem 10:00-18:00. HUF 950. Linha de trem desde a Nyugati, descer na RAILLWAY MUSEUM STATION. Horários de partida do trem: 10:20, 11:20, 13:20. Ou pegar ônibus #30 na Keleti Railway Station or Újpest Központ and no. 30/A (descer na Rokolya utca e andar duas quadras a leste). Tram #14: do metrô M3 Lehel tér; parada “Rokolya utca”.
*Buda Hills – ainda sobrando tempo, vá até os montes, pelo tram 18 ou ônibus 56 (dois pontos), na Moszkva ter (norte, lado Buda), seguindo pela Szilágyi Erzsébet fasor
* Caverna Szemlő-Hegy : Pusztaszeri út 35 www.szemlohegyi.hu
* CavernaPál-Völgy : Szépvölgyi út 162. www.palvolgyibarlang.hu
* Casino Las Vegas – Széchenyl tér 2, (+36 11317 6022) www.lasvegascasino.hu

E AINDA MAIS ATRAÇÕES:
* Millenium Underground Museum (Deak Ferenc Square – passagem subterranea), link site
* Hospital in the Rock Lovas utca 4/C (abaixo da estátua de Hadik, em Castle Hill). www.hospitalintherock.com
* Museu dos Selos (belyegmuzeum.hu)
* Museu das bandeiras József ktr, 68. (www.zaslomuzeum.hu).
* Miksa Roth Memoria House (perto da estação de trem Keleti), coleção de objetos da época da Secessão. www.rothmuzeum.hu
* Museu da História Policial – Mosonyi utca, 7. www.policegistorymus.com
* Shrine Museum (Fiumei ut, 16 – www.nemzetisirkert.hu/) – artefatos relacionados a funerais.
* Museu do Transporte (carros clássicos, locomotiva, motocicletas) www.km.iif.hu
* Airplane Memorial Park (perto do aerporto, Terminal 2. www.repulogepemlekpark.hu), permite ver e e entrar em aeronaves.
* Museu do Ouro (www.thegoldmuseum.eu) – com peças artesanais do oriente antigo, que foram colecionadas por Dr. Istvam Zelnik
* Kiscelli Museum, no bairro de Obuda, era um antigo monastério que agora mostra itens variados do dia-a-dia antigo de Budapest. Também tem exposições de arte contemporânea húngara.
=======================================

INGRESSOS ESPETÁCULOS E SHOWS:

INTERTICKET: www.interticket.hu | JEGYMESTER: www.jegymester.hu | www.showtimebudapest.hu | www.ticketa.hu | TICKET EXPRESS: Pest VI, Andrassy ut 18. (+36 30) 303 0999 (www.eventim.hu)

======================================

ONDE FICAR
* Listagens de sites especializados (em inglês) Tripadvisor | Venere | Accor
A cidade é mais barata que as demais capitais européias

Print Friendly
Pin It

Related Posts

85 Responses to Guia de Budapeste – Hungria

  1. Ingrid Vorsatz says:

    Devo ir a Budapest no início de maio e reservei um hotel em Buda. Estou em dúvida quanto ao local mais conveniente (e seguro) para hospedagem: Buda ou Pest?
    Desde já, agradeço pela atenção.
    Ingrid Vorsatz
    =============================
    Resposta à pergunta:
    Depende de seu interesse e dias de estadia. Para mais de 4 dias, recomendo Pest, porque haverá mais opções de transporte e acesso à atrações secundárias que dependam do metrô. Mas até 4 dias, só depende da preferência. O lado Buda é mais silencioso e arborizado, bom para quem quer um bom descanso, parece que está em outra cidade. Poucas pessoas nas ruas, mas também é seguro. Muitas hospedagens são pousadas (Bed&Breakfast) e estão perto de transporte público – prefira ficar mais próximo de um metrô (observe, porém, que alguns ficam mais afastados, necessitando tomar ônibus). O lado pest é mais agitado, mais trânsito (mas mais transporte público) e com hotéis de rede (K+K, Best Western). A principal avenida e opção de hospedagem em Pest seria na região da avenida Andrassy, especialmente entre a Opera e Octogon M. Aliás, o K+K seria uma ótima opção, embora seja um pouco mais caro que os demais. Para opções econômicas, há a região que vai da Opera até a Kalvin Ter (mas a Kalvin já não é uma área tão bonita).

  2. guilherme says:

    Olá. Parabéns pela página. Eu e minha esposa iremos a Budapeste em junho e sua página já está sendo um grande adianto. Gostaria de te perguntar duas coisas, se não se importa.
    1. Ficaremos no hotel Promenade City Hotel Budapest, que fica 1052, Váci utca 22. Este é o lado Buda ou Pest? É uma boa região, já que está no centro de tudo (pelo menos a página do hotel fala isso)?
    2. Iremos de Budapeste para Viena e depois de Viena para Praga no mesmo trem, o RailJet (oebb.at). Você já andou nesse trem? É confortável? Qual diferença entre as 1ª e 2ª classes?
    Obrigado pela gentileza. Abraços
    ===============================
    Váci Utca é só do lado Pest, perto da margem do rio, que acaba no Mercado.
    A região é mista, porque tem muito comércio e pode ser um pouco barulhento, mas tem fácil acesso a mercado, restaurantes (fast-food) e transporte público.
    TRENS: são bons, rápidos e limpos. Já utilizei o trem, é confortável. A 1ª Classe fica em vagão separado, não vi como é. Usei a segunda classe, que é bastante confortável.

  3. Mariana says:

    Olá….vou ficar no Hotel Chesscom, de que lado ele está, Buda ou Pest?!
    Desde já agradeço a atenção.

    ================================
    Resposta à pergunta:
    Pest, mas bem ao sul, um pouco afastado do centro da cidade.
    Seria ideal um hotel mais próximo do centro, dependendo da quantidade de dias que ficar lá, exceto se te oferecem city tour. Também é perto de transporte público.

  4. Roberto says:

    Após um tour por Paris até Roma, deverei desembarcar me Budapest no dia 23/Set.
    Meu filho vive na Nagymezö utca e gostaria de ficar hospedado próximo dele.
    Alguma sugestão?

    =====================
    Resposta à pergunta:
    Há muitas opções, depende mais do preço. Sem erros:
    K+K Opera Hotel (€ 420 , 4 noites); Top 11 no Tripadvisor
    Best Western Premier Hotel Parlament (€ 416, 4noites). Top 4 no Tripadvisor
    Kempinski Hotel Corvinus Budapest (€ 577.36, 4 noites) Top 12 no Tripadvisor
    (preços pelo Booking, compensa ver o site oficial dos hoteis para comparar).
    E a melhor pensão da cidade: http://www.kapitalinn.com/
    € 89 a diária, verifique com eles se não tem desconto.

  5. Marcia Bones says:

    Olá, gostaria de uma dica. Eu e meu marido vamos à Praga em Setembro e de lá vamos a Budapeste. Não temos definido o meio de transporte que iremos usar para nos deslocar de uma cidade a outra. O que você sugere: trem ou avião? Desde já agradeço a atenção. Marcia
    =================================
    Resposta à pergunta:
    De trem leva bastante tempo, 7 horas de viagem, mas é barato (35 euros). É mais comum o trecho Praga – Viena (4hr:40) – Budapest (2h40m).
    Se fosse por horas, o ideal seria avião, (1 hora de vôo) mas veja os pormenores:
    O grande problema é que além do custo da passagem (comprando pelo Brasil, está cerca de R$500 pela Malev), você deve considerar que o trajeto cidade-aeroporto nas duas cidades (Praga e Budapest) é bem ruim se depender de transporte público. Em Praga, deve estar uns 25 euros o taxi até o aeroporto (Budapest não lembro, deve ser mais ou menos esse valor também).
    Sobre o trem: http://czech-transport.com/index.php?id=402
    Sobre Vôos: http://www.skyscanner.com.br/voos/prg/bud/110914/tarifas-aereas-de-praga-para-budapeste-em-setembro-2011.html
    Resumo: se você tiver na Europa por mais de 9 dias, compensa pegar o trem mesmo e economizar cerca de R$900 reais para o casal. Se estiver mais de 11 dias, compensa dar uma esticada em Viena e deixar a viagem menos cansativa.

  6. Marco Moran says:

    Página muito bem feita e responsável: parabéns!
    Planejamos viajar de automóvel, de Frankfurt até Praga e depois Budapest e Viena. Vc acha q as alternativas de trem são mais confortáveis? A opção de estacionamentos em hotéis é mais complicada q na Europa Ocidental?
    Obrigado pela atenção!
    Marco

    ===========================
    Resposta à pergunta:
    Trens são uma boa alternativa para se deslocar na Europa, mas depende muito de suas opções e interesses.
    De trem, Frankfurt – Praga, são 6 horas, com horários de 4:40; 6:20; 8:20; 10:20 – não há noturno com essa duração de viagem, a partir de 30 euros.
    Pesquise horário de trens em http://reiseauskunft.bahn.de/bin/query.exe/en?
    Se você for de carro, pode passear um pouco pelas cidades da região. Saindo de Frankfurt, você pode passar por Bamberg, Regensburg (Alemanha), Cesky Krumlov (Rep. Tcheca), depois chegar até Praga (está menos de 3hrs de C.Krumlov). E, se puder, pode pernoitar em uma dessas cidades, são todas lindas. Essas cidades fazem parte do Patrimônio da Humanidade instituido pela Unesco.
    Realmente tem a questão do estacionamento, e algumas locadoras não deixam retornar o carro em outro país ou cobram muito caro pelo retorno.
    Estacionamento: Alguns hotéis oferecem, precisa sempre verificar, não é tão comum como nos Estados Unidos (acho que Europa ocidental também não oferece tanto). Quando o serviço é pago, cobram preços bem exorbitantes (25 euros), sendo mais econômico até procurar estacionamentos fora do hotel. Viena, sem dúvida, será mais difícil de achar hotéis com estacionamento na região central, que é bem compacta, além de ser uma cidade mais cara. Fora da região central, você encontrará mais facilmente hoteis com estacionamento, mas não se recomenda usar o carro para se deslocar na cidade.
    Outro detalhe: o melhor trajeto seria Praga – Vienna – Budapest; por causa das distâncias entre Budapest e Praga (7:30 horas de trem), mas agora depende de como está o seu trecho aéreo.

  7. filomena says:

    Olá
    Gostei muito de tudo o que li. Já agora aproveitava para pedir tb a sua opinião em relação ao local onde ficamos e tb saber se a época em que vamos ( 1ª semana de Outubro ) é uma boa altura.
    Hotel onde pensamos ficar: Eurostars Budapest center.
    Obrigada

    ==========================
    Resposta à pergunta:
    Eu acho o site Tripadvisor muito confiável e diz que o Eurostars é ótimo. Top 20 da cidade.
    Sobre a região, eu recomendaria a região da Ópera. Por exemplo, o Opera Garden Hotel (http://www.operagardenhotel.hu/), diárias de 76 euros ou o K+K Opera, que está 67 euros a diária (http://en.kkhotels.com), ambos hotéis 4 estrelas de boa qualidade.
    Na região da Opera você consegue chegar a vários locais a pé. Já na região do Eurostars, dependeria de condução diária, embora isso não seja um problema na cidade.

  8. Claudineia says:

    Olá! Adorei a Página, Parabéns! Em Budapest há profissionais especializados em acompanhamento de Turistas (guias)? Gostaria de Alguém que pudesse oferecer este serviço pelo menos nos três primeiros dias de estadia na cidade.
    Se for possível alguma orientação a esse respeito, ficarei imensamente grata.

    =======================
    Resposta à pergunta:
    Sim, tem guias, mas a maioria para a lingua inglesa.
    Não conheço nenum para indicar. Por que você não usa o ônibus turístico Giraffe Hop on Hop Off? O audio guia tem opção de português
    http://www.citytour.hu/en/index.html
    Você verá que a maioria das atrações está interligada por fácil acesso via transporte público, basta você comprar o cartão de transporte ilimitado para turistas e ter um mapa na mão.
    Se você pegar o ônibus turístico, o único local que não tem acesso tão fácil é a Citadella. (E o Parque dos monumentos – Memento Park, que não está no circuito).

  9. Marcia M Litmanowicz says:

    Olá estarei em Budapest e desejo ir a Prag de trem Não consegui localizar trens noturno ,
    será possivel.?
    tentei passagens aereas em companhias como easy jet e ryan air e não achei.. existe outra com preços economicos?
    Obrigada
    MARCIA

    ==========================
    Resposta à pergunta:
    O último trem parte de Keleti ou de Nyugati às 20 hrs e chega às 4 da manhã em Praga (outro trem às 21 horas leva o dobro de tempo para chegar). Você pode conferir no site húngaro http://www.mav.hu/english/index.php (colocar Praha como destino). O preço varia conforme o horário e você pode comprar diretamente na estação de trem em Budapest (não há vendas online).
    Outras opções aéreas seria pela Czech Airlines, mas não é barato, cerca de R$650 (em geral, compensa comprar junto com a passagem internacional).

  10. estou indo para viena dia 01/05 vamos ficar até o dia 04/05 ,mas gostariamos de ir a budapest no dia 02 e passar dia la,gostaria de saber o valor do trem de viena a budapest e se ao chegar em budapest consigo um onibus de turismo que nos leve a conhecer budapest e retorne na estação de trem
    ================================
    Resposta à pergunta:
    Depende da data da compra e disponibilidade de assentos, mas começa a partir de 20 euros.
    https://ticket.oebb.at/bin/jticket.pl?&DESIGNKOPF=1
    Em Budapest, você pode usar o ônibus turístico da cidade. http://www.citytour.hu/en/index.html
    Saída na frente da estação de trem. Você só precisa trocar euros por florins húngaros.

  11. Carlos Peres says:

    Boas dicas

  12. MARIA SOUSA says:

    devo ir a budapest na primeira semana de Setembro. gostaria de saber um local para passar 3 noites próximo das atracções turisticas, pois adoramos andar a pé tal como fizemos em praga, será que fica tudo muito distante umas coisas de outras não nos importamos de andar desde que seja seguro, pois já me disseram que andar de metro e um pouco confuso, devido a validação dos bilhetes. tenciono comprar passagem aerea com hotel ,será que é o melhor , e qual e a equivalencia de moeda hungara em relação ao euro. não necessitamos de um local com luxo para pernoitar agradecida pela atenção
    manuela sousa 19 maio 2012

    ====================================
    Resposta à pergunta:
    Sim, dá para fazer uma parte a pé. Os hotéis tem preços ótimos, então dá para escolher opções com conforto e bem localizados, por exemplo, o K+K Opera (site oficial tem melhores valores, junto com código do Tripadvisor que dá upgrade) e o Iberostar Grand Hotel e o Kempinski Corvinius. São de luxo, mas o valor que se paga em Budapest compensa. Se a época estiver com muita procura ou estiver muito alto o valor, busque hotéis nessa área (Metro Octogon ou Opera). O metrô ou ônibus não é complicado. Você só precisa validar, quando for o caso, ou carregar seu passe de turismo (também há essa opção) e mostrar aos oficiais se perguntarem (eles ficam parados na entrada do Metrô, fardados, e pedem para mostrar o bilhete).
    Hotel + passagem só é bom se há realmente uma promoção e se a localização é boa. Em geral, o preço é igual que comprar separado (teria que avaliar). Há passagens mais na véspera bem baratos, como pela Iberia, mas não dá para comprar com muita antecedência.
    Dessa região, é possível ir até a margem do Danúbio, além de ter comércio com fácil acesso. Para ir até a região do Castelo, será necessário pegar um ônibus. A região do Castelo tem a vantagem de ser bem arborizada e tranquila. Há várias pensões no local. Fiquei no Bellevue, simples mas barato, com fácil acesso a transporte público e bem na frente da região do Castelo.
    A moeda húngara (florins) varia, são cerca de 110 florins para 1 real, 300 florins para 1 euro (o que daria 1 euro cerca de 3 reais). Com um certo ágio na troca do câmbio, varia uns 10%. Mas como tem inflação, não sei como estaria esse valor mais na frente (com certeza, para nós é melhor quando o Euro está mais baixo).

  13. Gabriela says:

    Olá! Adorei as dicas. Estarei passando em Budapeste no começo de Agosto. Pretendo ficar 3 noites e 4 dias. Como vou chegar de avião, queria um hotel de fácil acesso do aeroporto e que ao mesmo tempo seja bem localizado, para facilitar na exploração dos pontos turísticos da cidade. Depois de lá, pego um trem pra Praga. Qual você indica? Obrigada!
    ============================
    Resposta à pergunta:
    Não tem como conciliar o aeroporto e a cidade. Sugiro você valorizar ficar próxima à cidade mesmo, até porque não é caro ir até o aeroporto, deve estar uns 20 euros.
    Os hotéis na região da Andrassy (rua principal que vai do Danúbio até a região da Opera) tem localização fanstástica e muitos tem ótimos preços fora de temporada, tal como K+K Budapest Opera. Outras opções Le Meridien (às vezes com bons preços, apesar de ser uma rede mais cara), Iberostar Grand Hotel, Eurostars Budapest Centre. São muitos bons hotéis. Só não recomendo perto da Kalvin Ter e perto do Parlamento. O lado Buda também tem bons hotéis e pensões, mas sem acesso por metrô. A estação de trem é bem central, fácil de acessar por metrô ou taxi ou ônibus.

  14. Claudiomir Laza says:

    Porque não recomenda estação Kalvin Ter estou planejando o Mercure Budapest Korona
    Obrigado

    ================================
    Resposta à pergunta:
    Com tantas opções mais perto das atrações e da Erzsébet tér, acabo não recomendando a Kalvin Ter, cuja única atração é o Museu Nacional. Fica uns 15 a 20 minutos do centro a pé e uns 10 minutos da Vaci Ut.
    Mas região não tem nada de ruim. Os restaurantes ficam mais ao sul, seguindo a rua do Ibis. É claro que os preços dos hotéis nessa região são mais baratos, mas convém pesquisar para saber se realmente será um bom negócio (custo-benefício), já que a maioria das pessoas fica pouco tempo na cidade.

  15. joao augusto says:

    Muito boas as informações.
    Gostaria de saber qual a previsão do tempo em setembro/16 a 30, das cidades de BUDAPESTE E PRAGA.
    Obrigado.

    ============================
    Resposta à pergunta:
    Temperaturas amenas e agradáveis durante o dia (máximas de 22º), podendo esfriar mais à noite (blusas ou agasalhos leves), chegando a 12º a 10º. Praga pode ter picos de temperaturas mais frias.
    Possibilidade de chuvas leves no período. Verificar na véspera a previsão do tempo para informações mais detalhadas

  16. Sergio Amaro says:

    Estamos indo p/ Budapeste em Janeiro/2013 e gostariamos de saber sobre o tempo e a temperatura e o que vestir. Me informe os valores de trens para:- Budapeste p/Viena e Viena p/ Praga.
    Desde já agradeço a sua atenção
    Sergio

    =============================
    Resposta à pergunta:
    Janeiro é muito frio (mês mais frio do ano), pode até nevar. Portanto, sobretudos e blusas de frio, especialmente impermeáveis e anti-vento.
    Trens: Budapeste – http://www.mav.hu/english/index.php. Mais rápido RailJet 2:50. Tarifas a partir de 13 euros (compre na estação de trem Keleti em Budapest) | Viena (Austria): http://www.oebb.at/” target=”_blank”>http://www.oebb.at – Permite comprar online pelo site, usando Wien para Viena e Praha para Praga. A partir de 19 euros, online tarifas de 29 euros para 2ª classe e 39 para a primeira. Horários do trem

  17. edmilson says:

    Estou querendo ir a budapeste, qual a melhor moeda para trocar no local EURO ou DÓLAR?
    ===========================
    Resposta à pergunta:
    Euro. Mas difícil dizer, pois as flutuações de dólar e euro costuma ser similares.

  18. patricia says:

    Olá, fiquei muito feliz em descobrir esse site…pois eu e meu marido vamos passar quatro dias agora em agosto e não tinha muita idéia do que priorizar. Só fiquei um pouco em dúvida sobre o hotel que reservamos, o Ibis Centrum. Sairemos de trem desde Munique e voltaremos também de trem para Munique. Há alguma estação próxima?
    Desde já nosso muito obrigada
    Patrícia

    ================================
    Resposta à pergunta:
    A maioria dos trajetos irão sair ou chegar em Keleti, que tem acesso por metrô (porém não há uma linha direta por tram ou metrô), taxi, ou ônibus fácil, indo até a Estação central de Munique.
    IBis Centrum: não é das regiões turísticas preferidas, mas tem transporte perto. Em Budapest, compensa gastar um pouco para hotéis melhores, que são os mais baratos da Europa, provavelmente. Se você gasta 57 a diária no IBIS sem café, você consegue por 59 no K+K Opera, que é um 4 estrelas ótimo, super bem localizado, e por 80 no mesmo K+K com um café da manhã dos Deuses…

  19. eugênia guimarães says:

    Olá, gostei muito do site. Descobriu-o há pouco e já tive uma gama de informações úteis. Meu marido e eu viajaremos de Viena a Budapeste, por trem, ali por volta do dia 23 de agosto, para um dia apenas, retornando à noite. Estou pensando no city tour realizado pela http://www.citytour.hu/en/index.html, mencionado antes por você. Mas para uma permanência de menos de dez horas, você acha prático? São duas linhas e um trajeto de barco, pelo que entendi. Que prioridade devo ter em relação às linhas e ao barco?
    Por último: chegando na estação de trem, tem como fazer um pequeno câmbio, inclusive para pagar os bilhetes do city tour?
    Obrigada, antecipadamente. Eugênia

    =================================
    Resposta à pergunta:
    O Câmbio pode ser feito na estação sim.
    Acho que o único problema do City Tour (cerca de $22 dólares por pessoa HUF 5000) é que ele só passará no mesmo ponto após 30 minutos. Mas se você se programar, poderá aproveitar bem esse tipo de passeio. Do contrário, parecerá que você mais espera o ônibus do que passeia…
    Todos esses pontos podem ser facilmente acessados por transporte público também. Se não for fazer o passeio de barco, basta comprar o ticket ilimitado de transporte (HUF 1 550).
    E, dependendo de como estiver o tempo, seria agradável fazer um passeio de barco pelo Rio Danúbio, que está incluído no City Tour (comprando separado, $13 dólares aproximadamente, pelo Legend).
    Do barco, o interessante é ir do ponto 1 até o ponto 2, não precisa ir até o 3. Descendo do posto 2, descer sentido sul, que dará na região do Castelo e você poderá pegar o ônibus de volta. Em geral, esse tipo de passeio leva de 30 a 45 minutos.
    De ônibus, a prioridade seria a própria região do Castelo (grátis para andar por lá, mas há alguns locais com ingressos à parte), o Funicular (pagar ingresso à parte), a Basílica de St. Stephen (ponto 3 da linha vermelha), descer sul para chegar até a Erzsebert Ter, onde está o Gresham (entre para tomar um café ou só para ver o interior do prédio, funciona um hotel Four Seasons), ir até o Mercado Central (ponto 13 da linha vermelha), atravessar a rua na frente do Mercado e subir a Vaci Utca (rua de comércio mais famosa da cidade), e a região do rio Danúbio (por passeio de barco, ou mesmo indo até o belo prédio do Parlamento).
    Acho que esses seriam os pontos essenciais para o passeio de algumas horas.
    O Parlamento demora muito para entrar, não compensa esperar. A Opera, apenas para ver de fora também, exceto visitas guiadas 3 p.m. e 4 p.m. (2900 HUF). Próxima da Opera está o restaurante Mensa, bom local para almoçar.
    A Citadela acho que não compensa para vocês irem (o ônibus da linha vermelha passa por lá, mas não dá para enxergar nada da Rua). Depois só sobra a Praça dos Heróis, onde está o Museu de Belas Artes (Mon-Thu 7.30am – 4.00pm, Fri 7.30am – 2.00pm, HUF 1800). Seria interessante se houver tempo, mas não é nada do outro mundo.

  20. alberto says:

    excelente as informaçoes.
    há 3 hoteis ibis, qual deles voce recomendaria?
    gostaria de estar proximo das atraçoes,
    grato, pelo retorno

    =======================================
    Resposta à pergunta:
    Conforme respondido à outro leitor, há muitos hotéis que oferecem tarifas promocionais e que são bem melhores do que o Ibis, em localização e qualidade, como as tarifas simples do K+k Opera. Já que muitos Ibis não oferecem café da manhã (às vezes não tem internet também).
    O Ibis de melhor aceitação é o Centrum (perto da Kalvin Ter). Qualquer um deles acaba tendo que pegar metrô ou tram para ir até os locais principais.
    O Centrum fica perto do Museu Nacional. Pode-se ir a pé até a Vaci Utca também e subir até o centro da cidade.
    O Heroes fica perto do Museu de Belas Artes, da Praça dos Heróes e o parque (onde fica a maior terma pública da cidade e o restaurante Gundel). Mas as avaliações do hotel mostram que é um local muito simples.
    O último é apenas se você pegar trem e achar mais conveniente por causa das malas. Mas não vejo muito problema de se deslocar de outros locais até a Estação de Trem.

  21. Leandro says:

    Nossa, belo guia!
    Gostaria de uma informação, como faço para ir de trem saindo de Budapeste com destino a Praga!?
    Sabe informar qual estação comprar e onde embarcar?
    Muito obrigado e mais uma vez, parabéns pelo guia!

    ==============================
    Resposta à pergunta:
    Sai da Keleti. Você compra lá mesmo o bilhete ou pela internet (endereço abaixo).
    Os horários você pode saber pelo site oficial:
    http://elvira.mav-start.hu/elvira.dll/xslvzs/uf
    Colocar Budapest e Praha.
    Selecione o horário. Se for comprar, coloque a data de nascimento. O bilhete online é 19 euros, se comprado antecipadamente. Depois sobe para 29 euros. Trocar na estação de trem nas máquinas automáticas.

  22. claudio says:

    boa tarde ficarei em budapeste de 19 a 21 set 2012 no hotel pilvax.A localizaçao e boa?pode me localizar?obrigado
    Submitted on 2012/08/23 at 3:06 pm
    COMPLEMENTANDO QUE TIPO DE BILHETE VC SUGERE P TRANSPORTE PUBLICO NESSA PEQUENA ESTADIA.NO AEPORTO TEM CAIXA ELETRONICO PARA SACaR MOEDA LOCAL?ou a casa de cambio seria melhor?Mais uma vez obrigado
    ==============================
    Resposta à pergunta:
    Hotel Pilvax: sim, tem boa localização. Fica pouco ao sul da Ponte Charles, com fácil acesso à Vaci Utca e ao Mercado. Você consegue também chegar a pé até o Museu Nacional e ao Gresham Palace (Széchenyi István tér, em direção à ponte Charles) e doceria Gerbaud (Vörösmarty Ter). Em cerca de 15 minutos, na Igreja de St. Stevam. Pela linha de Tram (trem elétrico) 2, você vai até o Parlamento. Pegue o ônibus 16 ou 105 da Erzsébet tér? para ir até o Castelo. Na Vörösmarty Ter você pega o metrô que vai até a Opera e até a Praça dos Heróis.
    Transporte: Embora algumas coisas você possa fazer a pé na região de seu hotel, você pode pegar um travel card de 24hrs ou de 72hrs, custa HUF 1,550 e HUF 3,850 respectivamente. Ou pode comprar um cupom de 10 tickets, por HUF 2,800 (10 db-os gy?jt?jegy, copie em um papel e mostre na bilheteria), já que haverá dias que você usará menos. Você pode usar qualquer meio de transporte público (ônibus até o castelo, metrô e tram), só paga o funicular à parte, se desejar (mas o ônibus leva você até o topo) e pagar o passeio de barco.
    CÂMBIO: difícil dizer, pois as tarifas de câmbio diferem de banco para banco. Em geral, saques costumam ser mais vantajosos quando comparado ao câmbio do dia. Mas isso dependerá se o câmbio do Euro antes de sua viagem é melhor ou pior do que na véspera da viagem.

  23. Alessandra says:

    Estou pensando em fazer Budapeste Viena e Praga, ficando 2 noites em cada uma ou vc acha mais interessante só Praga e Budapeste 3 noites em cada , mesmo sendo mais distante? Ok o trem me convence, mas e qto a ir de uma cidade a outra de ônibus? Sabe me informar o valor? O q me diz dos free touros? Abraços e obrigada!
    ================================
    Resposta à pergunta:
    Praga tem muitas coisas a fazer e visitar, além de ser uma linda cidade.
    Viena e Budapeste não são tão bonitas quanto Praga. Comparativamente, você deveria ficar mais dias em Praga.
    Por exemplo, se você ficar seis dias em Praga, poderia fazer um bate-e-volta para Karlovy Vary (2 hrs de ônibus) ou Cesky Krumlov (3 horas de ônibus). Ou ficar 4 dias em Praga e 2 dias em Budapeste.
    ônibus para Budapest: um trecho por 5.500. Saída 7:00, chegada 14:00 (ou saída 15hrs) e custa 23 euros. Comprar com atecedência.
    Empresa de ônibus: http://www.studentagency.eu/ (dá para comprar online)

  24. Neide says:

    ADOREI suas informações! Parabens pelas informações e gentileza nas respostas.
    Gostaria de saber se é necessário fazer reservas nos hotéis ou se posso chegar a Budapest e conseguir hoteis facilmente no mes de outubro/2012 ou começo de novembro.
    Estou começando a pensar em tirar férias e não tenho nada planejado ainda.
    Talvez fique 2 semanas fazendo um curso de ingles (talvez Londres – ainda estou á procura) de tenha uma semana para passear: penso em Genebra, Viena, Budapest (sugestão de um amigo) ou Paris.

    ==================================
    Resposta à pergunta:
    Para melhores locais, o ideal é você fazer a reserva. Faça uma que possa ser cancelada em até 24hrs, assim você pode mudar seus planos sem problemas. O bom de Budapest é que é barato.
    Já Genebra deve ter os valores mais altos da Europa (talvez só perca para Monaco). Viena dá para fazer com Budapest (são apenas 3hrs de trem).
    Paris é uma cidade cara também, mas dá para se virar bem, além da Eurostar ligar Londres até Paris. Outro local que é perto é Bruxelas. A cidade é pequena e bem agradável. De lá você pega o trem e vai para Bruges, uma das cidades medievais mais bem preservadas da Europa (O Ibis mais barato tem tarifas de 50 euros) e pode também ir até a Antuérpia.

  25. claudio says:

    boa noite,Gostaria de mais uma orientaçao vou dia 23 set de bratislva p praga de trem chegarei na estaçao wiensuedbahnhof e pegarei o trem para praga na estaços wienmeidling.Com faço este deslocamento?e perto?Obrigado
    ================================
    Resposta à pergunta:
    Wien é Viena, ou seja, você faz a conexão em Viena. Você faz o trajeto por trem mesmo, mas talvez necessite comprar a passagem separada (a não ser que já esteja incluído tal trecho na sua). O trajeto leva 10 minutos e custa 2.2 euros. A maioria sai da Plataforma 21. Você pode comprar online em oebb.at ou nas máquinas automáticas. Procure por Südbahnhof destino Meidling.
    Não sei porque sua passagem é assim, pois há trechos diretos até Praga.

  26. Mariana Flores says:

    Olá! Meu marido e eu chegaremos nessa cidade no dia 4 de out., pela manhã, vindo de Viena. Ficaremos até o dia 6, pela manhã, qdo. embarcaremos para Paris. Há dias, tenho feito cansativas e inoperantes buscas e pesquisas na internet para “tentar” organizar nossa estada nessa cidade. NADA! ou melhor dizendo, quase nada! Muitas repetições e quase nada prático… Até que enfim, deparei com o seu site!Prático, completo, simples, responsável, amistoso… Parabéns!
    Assim, peço-lhe o seu auxílio:
    1) ficaremos no Mamaison Residence Izabella Budapest (Izabella utca 61, 06. Terézváros, 1064). Ele é bem localizado?
    2) Turista pode transitar na cidade, à noite, sem problemas? Quais são as áreas q merecem mais atenção ou q não devem ser “visistadas”?
    3) Como chegar da estação de trem até o hotel, vindo de Viena pela Rail Europe? metrô?
    4) o q vc acha do restaurante GUNDEL?
    5) e qto as termas? qual delas vc indicaria ? a do hotel?
    6) gostaria de conhecer os tais “labirintos”, mas não sei se terei tempo dada as outras atrações. O q vc acha? o tour é rapido?
    &0 gostaria de obter um mapa da cidade com as atrações turísticas. Não consegui abrir os seus mapas…
    Obrigada pela atenção. Q bom encontar pessoas generosas como vc… O mundo fica bem melhor.
    Abraço fraterno.
    Mariana.

    =======================
    Resposta à pergunta:
    O intuito do blog é mesmo praticidade.
    1) Localização é excelente, perto do metrô Vorosmarty, a curta caminhada do Liszt Ferent Ter (praça após a rotatória do Oktogon), com vários restaurantes.
    2) Pode transitar sem problemas. Merece a visita o local do Castelo, claro, que levará cerca de um dia (vá também até Batthyány tér, onde está a igreja St. Anna e a casa de chá e doces Angelica), tente almoçar no Csalagány 26. No dia seguinte, passe pela St. Stephen, vá para a famosa rua Vaci Utca, que acaba no Mercado Municipal. De lá, duas opções: ir até o Museu Nacional (o principal da cidade, mas é mais histórico, alguns acham chato) ou subir de tram #2 até a Roosevelt Ter, onde está a ponte Charles. De lá saem os passeios de barco (imperdível em dias ensolarados). Atrações “passáveis”: Citadela (apesar da boa vista da cidade, o local em si não tem nada), a visita guiada do Parlamento (se estiver cheio pode levar muitas horas… vá até o local e veja como está a fila de visitação). Poderia colocar a Praça dos Heróis como passável, mas não se gasta muito tempo. Passar também pelo Vajdahunyad Castle e se gostar de arte, o Museu de Belas Artes lá é a melhor opção, mas não é lá essas coisas.
    3) Chegada ao Hotel: provavelmente você chegará pela Keleti, porém não tem transporte direto até seu hotel (você pode pegar o metrô e fazer uma baldeação na Deak Ferenc e pegar a M1 depois. Ou o ônibus 73 e 76, ao sair de frente da estação, pegue a segunda paralela à direita, rua Garay) Mas, como você estará tão perto de seu hotel (2,5km), pegue um taxi.
    4) não fui ao Gundel, que fica lá na Praça dos Heróis. O menu de almoço custa uns 14 euros (3800 florins, vai depender do câmbio), não incluída bebida e serviço. Se for jantar, aí a conta vai mais alta, pois o prato principal custa a partir de 6950.00 florins (25 euros). Aos domingos, menu coma-quanto-quiser por HUF 6,400, mais serviço (bebida inclusa). À noite, pede-se trajes mais sociais. Eu, se fosse você, tentava o Onix, que tem uma estrela no Michelan e custa a mesma coisa que o Gundel. outras opções neste site: http://restaurants.topbudapest.org/michelin
    5) depende do gosto. São termas públicas, mais pela curiosidade do que pela qualidade do programa. Há duas opções: onde está a Praça dos Heróis tem a maior, Szechenyi Bath, ingresso 3800 florins ou a Gellert fica ao sul, custa 4100 HUF.
    6) O labirinto infelizmente foi fechado ano passado, sem previsão de reabertura. http://www.labirintus.com/en
    7) opps, faltaram os mapas realmente, mas a cidade é fácil de deslocar e percorrer, creio que seu hotel vai lhe entregar um mapa.
    Se não tiver, é só você ir até a Praça Liszt, onde há um posto de informações turísticas.

  27. Aida Campos Moniz says:

    Bom dia!
    Eu mais uma amiga vamos de 20 a 24 de Setembro/2012 a Budapeste (Lisboa/Budapeste). Somos portuguesas de meia idade mas em muita boa condição física.
    Reservei 4 noites no Hotel La Prima Fashion Hotel Budapeste com pequeno almoço (Pesti Barnabás u.6., 04 Belváros Lipótváros-Budapeste 1052). Gostaria muito que me informasse se está mesmo bem situado…
    À chegada poderei informar-me e ir nos Shuttles ou se duas pessoas por um pouco mais poderemos ir de táxi…
    À chegada quantos Euros deveremos trocar pela moeda local? E Depois tenho que trocar no centro sempre os Euros para fazer pequenos gastos?
    Pode-me informar dois ou três restaurantes de preço médio mas que sejam bons?
    Ao jantar comemos pouco indica-me por favor à volta do hotel locais simpáticos/diferentes para comer refeições boas mas muito ligeiras e uns doces também.
    Conheço Praga e foi muito fácil percorrer a cidade a pé. Em Budapeste as distâncias são maiores não é verdade?
    O que nos aconselha como menu turístico ou seja os principais pontos turísticos e como visitar com uma certa ordem de localização?
    Agradeço tudo que fizer por nós e dou sinceramente parabéns por um site tão simples para nós e por isso muito inteligente para nos tirar dúvidas e nos sentirmos bem ao pensarmos na realização desta viagem.
    Bem Hajam e muito obrigada
    Aida Moniz

    =======================
    Resposta à pergunta:
    1) Hotel: bem localizado, perto da Vaci Ut. A pé, máximo 15 minutos: Mercado (sul), Gerbaud Doceria (Vorosmarty Ter), St. Stephen Basilica, Teatro Opera, Gresham Palace (café, restaurante), Ponte Charles, Museu Postal.
    Atenção com seus pertences na região (mala, bolsas e carteiras), há muitos batedores – pickpockets. E não aceite ajuda de estranhos, especialmente quando oferecerem troca de dinheiro.
    2) Shuttle é melhor por ter preço já definido. 4) Trocar dinheiro: sim, precisa trocar pois a moeda é diferente. O Shuttle deve aceitar euros, troque no aeroporto apenas para uma bebida, como 10 euros.
    5) restaurantes: Gerloczy Kavehaz Cafe – V. Gerloczy u. 1 http://www.gerloczy.hu. Metro Ferenciek tere
    Menza – Liszt Ferenc Ter – http://www.menzaetterem.hu. Metro Opera
    Centrál Kávéház – Károlyi Mihály utca 9, http://centralkavehaz.hu. Metro Opera
    Comida Leve ou doces: Gerbaud (Vorosmarty Ter)
    koleve (sopas) – Kazinczy utca 35. – http://www.koleves.com. Metro Opera
    6) Distâncias: a região do Castelo não, é fácil percorrer inteiro a pé. Em Pest (Andrassy Ut), sim, é bem maior, mas há metrô e ônibus para todos os locais.
    7) Menu – Dia 1: Vaci Ut, Mercado, St Stephen, Gerbaud, Gresham Kavehaz, Passeio de Barco no Danubio. Dia 2: Castelo e Batthany. Dia 3) Lado Buda Sul (Gellert, Cave Church e Citadella), Parlamento (pode haver filas grandes). Dia 4: Praça dos Heróis, Castelo Vajdahunyad, Termas (se gostares) Széchenyi fürdö. Opcional: Museu Nacional ou Museu de Belas Artes.
    Tente comprar um ingresso para a Opera: http://www.jegymester.hu/ (Academia Liszt fechada para obras)

  28. Fatima Bretas says:

    Olá, achei muito legal seu site. Vou pra budapeste no iníco de novembro.Abri os sites das cavernas, mas não tem em ingles.
    1- Você sabe se elas estarão abertas?
    2- Tenho reservado um hotel chamado Eurostar Budapest Center 4, é bom hotel? É bem localizado?
    Logo depois vou a Viena, Praga e Salzburg. Estou com dificuldades de obter informações sobre os trens de Praga- Salzburg. Com certeza terá uma troca de trens no meio do caminho, em Linz, e terei somente 6 minutos para trocar de trem. vc. sabe se uma plataforma é perto da outra? Eu e meu marido somos um casal de meia idade com malas. Na Itália, essas trocas costumavam não dar certo.

    Muito obrigada pela atenção.
    =====================================
    Resposta à pergunta:
    Não sei se as cavernas estão abertas… (você não se refere ao passeio subterrâneo no Castelo, não? Esse não tem mesmo).
    Eurostar é uma boa rede. A localização dele é perto da Vaci Ut, Mercado Central e opções de transporte (boa localização, embora não seja uma região tão bonita).
    Para obter informações de trem, utilize o site da Alemanha, que fornece todos os horários de todos os trems, http://www.bahn.de.
    Em geral, se a troca é na mesma estação de trem, não tem problema, pois as plataformas são vizinhas… O cuidado maior deve ser no deslocamento da bagagem mesmo, já há pouco tempo. Nesse caso, antes mesmo do trem chegar ao destino, vá até as suas malas e deixe elas de forma a facilitar sua saída.

  29. Rosane Cavalcante says:

    oii, que otimas dicas! estou precisando de mais algumas&#8230,Ficarei hospedada no wombat&#8217,s hostel na primeira quinzena de julho por dois dias. Tem restaurante bom com precos razoaveis por perto? Irei de Budapeste para Viena, gostaria de saber o que me indica &#8211, trem ou onibus? como faco, posso comprar as passagens na hora, eh seguro? ou compro antes? muito borigada!
    =================================
    Resposta

  30. Wagner Lima says:

    Gostei muito das dicas e por isso pe

  31. admin says:

    Esqueci de dizer que tem a cidade de P

  32. mari razera says:

    ola Rodolfo,
    Como esta sua filha? Ela foi para qual universidade? MEU filho esta adorando, hoje nevou ele continua animado rsrs.
    Vamos pegar muito frio mas vai valer a pena ficarmos com nossos filhos. Sairemos de Curitiba dia 21.12, qual o nome de sua filha? Eles formaram excelente grupo de brasileiros, isso

  33. Rodolfo says:

    Olá Mari Razera, eu e minha esposa também estaremos em Budapeste em dezembro. Nossa filha estará lá até Setembro/2014 também…

    \n

  34. mari razera says:

    Muito obrigada pela sua atencao. Foi muito esclarecedor.Agradeco Mari Razera

  35. mari razera says:

    Boa Noite,
    Vamos ficar quinze dias em budapeste, alugamos um otimo apartamento proximo a Vaci, meu filho estara estudando em Budapeste e vamos passar Natal e Ano Novo com ele.
    Entao minho duvida e com o cartao cashpassaport ele estara carregado com Euros se for pagar em forints tera a varia

  36. mari razera says:

    Ola Agrade

  37. mari razera says:

    Ola, Boa Noite
    Por favor esclare

  38. Mires says:

    OIE!Vou para Budapeste dia 30 de dezembro e ficarei at

  39. mari razera says:

    Ola,
    Desculpe mais estamos com mais uma duvida.
    O meu filho tera um seguro da Universidade de Budapeste, que sera feito quando ele chegar, j

  40. LUCIANO M. says:

    Vou estar em Budapeste na semana que vem, gostaria de saber :
    \n1) Um excelente restaurante para reservar um jantar no sábado 21/09
    \n2) O que na sua opinião é imperdível em Budapeste ?
    \n3) Vale a pena fazer compras em Budapeste por conta do cambio ?
    \nO site tem excelentes dicas, parabéns !!!
    \nTks.

    \n==========================
    \nResposta à pergunta:
    \n1) Restaurante: depende mais do bolso. O Onix tem estrela no Michelin. Mas há outros restaurantes listados no post (ou você vê no site Tripadvisor os favoritos do público). O Gundel, o restaurante do Four Seasons Gresham e o no Castelo o Alarbadós são bem reconhecidos.
    \n2) creio que não há como escapar da visita aos principais pontos turísticos. O ponto alto, na minha opinião, foi passear no rio Danúbio perto do por-do-sol e o Mercado Central. Um visita ao Opera, para quem gosta e um doce no Gerbaud também são boa pedida.
    \n3) não vale a pena fazer compras. Primeiro porque não tem muita opção de escolha de produtos. Depois não tem preços muito competitivos. Os Shoppings nem sempre tem fácil acesso. Tente o West End na estação de trem e metrô Nyugati ou o Europeum, na linha M2 do metrô, estação Blaha Lujza (duas após o Deak Feremc).

    \n

  41. Ana says:

    Excelente site, adorei as dicas e a organização. Parabéns!

    \n

  42. mari razera says:

    Muito obrigada, conseguimos comprar sleeping car por 58 euros/pessoa, preço unico para epoca de natal, pegamos uma cabine para seis.
    \nAte a proxima obrigada mari razera

    \n

  43. mari razera says:

    Ola Bom dia!! Como poderia comprar passes de trem de budapeste para cracovia?
    \nGostariamos de ir 27.12 obrigada Mari

    \n=================================
    \nResposta à pergunta:
    \nPelo site oficial da Mav.hu – http://elvira.mav-start.hu/
    \nDeve-se aguardar até aparecer disponibilidade de venda no site para a data desejada.
    \n(escolha opção inglês, em seguida coloque no campo de rotas Budapest – Krakow).
    \nSe o trajeto for noturno e você desejar comprar o leito, terá que escolher Couchette (em geral, cabine com 4 lugares, cujos assentos podem ser convertidos em camas) ou Sleeping Car (cabines mais privativas, duplas ou triplas).

    \n

  44. Liliam says:

    Gostaria de saber como devo me locomover entre o aeroporto de Viena e o hotel reservado(Schikanedergasse 4, 04 Vienna) e deste para a estação de trem/ônibus com destino a Praga. E da estação onde chegar em Praga até o hotel reservado, que fica em Sokolská 9, Prague 02 Praha 2, 12000, e, de lá ao aeroporto internacional. Por favor, dê-me também dicas de restaurantes razoáveis e econômicos.
    Grata.

    =========================================
    Resposta à pergunta:
    Comprar o bilhete de trem, que vai até Vienna Mitte. Há um expresso City Airport que custa 12.00 (leva 16 min) e um serviço regular que custa 4.20 , esse último também inclui outro transporte na cidade. Para usar o transporte público com o City airport – http://www.cityairporttrain.com/?lang=en-US, comprar o bilhete de transporte separado. Em Mitte, pegar um taxi ou a linha metrô U4, descer em Kettenbrückengasse e ir a pé até o hotel (recomendável imprimir um mapa), por cerca de 7 minutos.
    Para Praga: depende da estação de saída, mas você acessa a Wien Hbf (Hauptbahnhof) ou a Praterstern, ir de taxi ou utilizar a linha U1, em Taubstummengasse. Já para Meidling, deverá pegar a u4 e fazer a baldeação para a U6 em Längenfeldgasse.
    Chegando em Praga, você pode pegar um taxi até o hotel (o trajeto é curtíssimo) ou pegar a linha C de metrô, descer na I. P. Pavlova
    Para o aeroporto de Praga, o ideal é contratar um serviço de transfer, que deve estar cerca de 20 a 25 euros (por veículo), como o http://www.prague-airport-shuttle.cz/, ou o http://www.pragueexpress.cz/en/index.php ou solicitando indicação no hotel. Ou pegar a linha expressa da estação de trem central (30min) custa CZK 60 (cerca de 2.2 euros) por pessoa, que paga ao motorista ou bilheteria.
    Restaurantes: Em Viena, os preços são altos. Se você tem disponibilidade de gastar, achará avaliações no Tripadvidor e no prestigiado Michelin. Se não houver muitos recursos, o jeito é apelar aos restaurantes do centro ou em Mariahilferstrasse, a principal rua comercial da cidade. Ao final dela, na estação Westbahnhof, há um shopping com praça de alimentação. Em Praga, há vários bons restaurantes espalhados pelo centro e em Kampa. Além disso, o shopping central Palladium tem praça de alimentação. Cuidado apenas para o horário comercial de Vienna: muitos fast food fecham também.
    http://viagem.decaonline.com/guia-de-viena/
    http://viagem.decaonline.com/praga-republica-checa-guia-essencial/

  45. Juliana Moreno says:

    Bom dia!! Gostaria de saber se voce pode me indica em qual parte de Praga, Viena e Budapest e um bom lugar para alugar apartamento e algum site onde pode alugar bom apartamentos. vou passa 1 mes em cada cidade
    ========================================
    Você pode tentar no Air B&B e no Home Away: http://www.homeaway.com/vacation-rentals/europe/r5
    No Tripadvisor, há algumas listagens de aluguel temporário também.
    Quanto à região, sempre melhor a região central ou algo que tenha transporte público (metrô, de preferência), que não necessitem muitas baldeações para chegar ao centro.
    Em Vienna, a região mais perto do Ring ou nas proximidades da rua Mariahilfstrasse.
    Em Praga, o que for mais perto do centro histórico (Old Town), bairros 1 e 5. Consulte também o site http://www.prague-city-apartments.cz/.
    Em Budapeste, quanto mais perto da Andrassy Ut (avedida Andrassy), melhor.

  46. Rafael says:

    Olá!

    Gostaria de saber qual é a melhor opção para ir de Viena a Budapeste, pois estou em dúvida entre aulgar um carro e pegar um trem. Se pudar me dar as coordenadas eu agradeço.
    Por acaso você conhece algum sebo, onde eu possa comprar Lp’s em Viena e Budapeste.
    E a última, prometo. Onde ficar, Buda ou Peste?
    Muito obrigado pela atenção

    ================================
    Resposta à pergunta:
    O trajeto Viena – Budapest é tranquilo de trem ou de carro, pois é curto. Provavelmente trem seria mais barato.
    Lojas de LPs: VIENNA – Substance Recordstore (Westbahnstraße 16), Record Shack (Reinprechtsdorfer Straße 60), Moses Records (Lerchenfelder Strasse 33). BUDAPEST: melhor perto da Academia Lizt, como a Kultúrbarlang na Kertész utca 42 e a Lemezkuckó, a poucas quadras, na Király u. 67.
    Buda é mais tranquila, para quem quer descanso, mas por outro lado tem mais ladeiras. Para quem quer noite e cidade contemporânea, tem que ser Peste mesmo. Você vai ver que há opções econômicas nos dois lados. A maioria das pensões e hotéis em Buda tem fácil acesso a Pest.

  47. Antonio Carlos says:

    Olá, estaremos em Budapeste em Outubro, dias 12,13 e 14. Estaremos hospedados no Marriot. O Hotel é bom ? Tem alguma atração especial nestas datas ( festas típicas por ex. )? E comer, é bom ? Existe algum mercado – tipo o Mercadão de SP ?
    Obrigado
    Antônio Carlos Casagrande
    =================================
    Resposta à pergunta:
    A Rede Marriott é muito boa, no mundo todo. Quanto ao de Budapest, segue o padrão internacional e a localização é boa.
    Não há eventos oficiais nesta data, mas podem ocorrer algum evento de temporada, como Oktoberfest e Festival do Outono (a programação precisa ser conferida na véspera). E, se gostar de ópera ou música clássica, há apresentações quase todos os dias.
    Existe um Mercado, no final da Vaci Utca, que também pode-se comer. Você encontrará uma variedade de opções de comida na cidade. Se quer um regional, vá ao Csalogany 26 Etterem, que fica do outro lado do Danúbio. Para comida internacional, o Menza, que fica na praça Liszt.

  48. Daniela says:

    Olá!
    Chegarei em Frankfurt e de lá irei pra Budapeste. Você saberia me informar qual a melhor forma de chegar a Budapeste partindo de Frankfurt?
    E depois saindo de Budapeste para Mikonos na Grécia qual será a melhor forma de locomoção?
    Obrigada e parabéns pelo site.

    ===========================
    Resposta à pergunta:
    O mais rápido seria pegar outro voo. Às vezes, encontra-se valores promocionais. Faça a pesquisa em http://matrix.itasoftware.com para saber qual companhia faz o trajeto mais barato. Há vôos diários pela Lufthansa e dura 1h 35m. Varia de uns EUR 85 a 140, depende do dia e companhia
    De trem, pesquise em http://reiseauskunft.bahn.de/ O trajeto noturno Leva 13hrs de viagem e custa cerca de EUR 109. De dia, o valor vai a 170 e duração de 10:30 horas. De ônibus, deve ser aproximadamente o mesmo valor.
    Para a Grécia, também recomenda-se o aéreo. Sai uns EUR 110.

  49. Vera Leite says:

    Boa tarde! Antes de mais, muitos parabéns. A página está óptima!
    Estou a planear ir passar 4 dias no inicio de Novembro a Budapeste. Estive a ver o Hotel Zenit Budapeste palace na Apaczaicsere jános utca. Gostaria de saber se está bem localizado em termos de passeio e transportes.
    Em média, quanto se gasta num restaurante para almoçar (ex:Menza, central Kávéház)? Pode dar-me umas dicas para um bom roteiro, ou seja, para ver as atracções mais importantes/interessantes. Gostaria de fazer o passeio de barco do danubio, ir ao Museu nacional hungaro, á opera,a termas e ás “casas de banho”, á doceria Gerbaud, ao hard rock para a visita da prache mas não sei se estão próximas umas das outras. Qual a melhor forma para nos organizarmos? Obrigada.

    ====================================
    Resposta à pergunta:
    Hotel Zenit Budapeste: Tem ótima localização, perto de vários pontos turísticos, restaurantes e transporte.
    Restaurantes: a maioria tem o Menu disponível na internet. Em bons restaurantes, como o Kaveház, o prato principal está cerca de EUR 15 a 20. Restaurantes médios, como o Menza, EUR 8 a 15. Os melhores, como o Onix, estão em EUR 25 almoço. No jantar, a partir de EUR30. (Apenas pratos principais, não inclui bebida ou entradas).
    DIA 1: Perto de seu hotel: Gerbaud, na Vorosmarty Ter (praça), Hard Rock (na praça), Vaci Utca, Mercado Central, Four Seasons Hotel, Ponte Charles.
    A 10 minutos: Museu Postal, Basílica de São Estevão (St. Stephen). Opera (pelo Metro, na Vorysmarty Ter). DIA 2: A 15 minutos (Metro): Praça dos Heróis, Museus Belas Artes, Terma Széchenyi fürd?, Castelo Vajdahunyad. DIA 3: Castelo (ônibus 16, saindo da Deak Ferenc), Parlamento, Passeio de Barco Legend (perto do hotel). Dia 4: Citadella, Banho Gellert e Museu Nacional (Magyar Nemzeti Múzeum).

  50. marina says:

    Bom dia.
    Estou em dúvida quanto a que meio de transporte utilizar para ir de Praga a Budapeste,partindo a noite.
    Vi o ônibus da orange ways e o trem da czech transport e da Obb.
    Os trens e o ônibus partem em horários próximos, porém os trens chegam a Budapeste mais tarde do que o ônibus.
    Entre a OBB e a Czech,qual empresa tem o melhor preço? Não consegui visualizar o valor da OBB e na Czech, o valor cotado é de E154 para “bed for 2”.
    Existe uma outra empresa que faça este trajeto a noite, confiavel e com bom valor?
    Obrigada

    ========================
    Resposta à pergunta:
    Não há trens super rápidos na República Tcheca, por isso pode mesmo demorar mais que o ônibus. O valor varia de acordo com a escolha de Classe e tipo de assento. O que faz a linha direto é o EN 477 (tem paradas, mas não precisa trocar de trem como outros), ele sai de Berlin. Custa a partir de 5 Euros (140 czk) para a 2ª Classe. Compra no site oficial http://www.cd.cz/eshop/
    Dependendo do dia, você consegue descontos para outros tipos de assento. Couchette 6 pessoas: 812 CZK por pessoa, Couchette 4 pessoas: 1372 CZK. Sleeper Triplo: 1652 CZK.
    O site é um pouco ruim, às vezes falha a busca.
    Esses preços fazem parte da promoção EURONIGHT – http://www.cd.cz/en/mezinarodni-cestovani/jizdenka/slevy-evropa/-8984/?_s_icmp=zahrvim
    A OBB é da Austria e a Ceske Drahy é da República Tcheca, ambos são preços oficiais e cada um opera em seu país. (E a Mav-Start da Hungria).

  51. Ticiane says:

    Ola, vou chegar em buda por volta de 22:30 da noite. Qual a melhor forma de ir para o hotel do aeroporto. O 7seasons apartments budapest é bem localizado?
    Obrigada.

    ================================
    Resposta à pergunta:
    Pelo horário, melhor Taxi ou shuttle mesmo. Sai mais ou menos 25 EUR, como o AirportShuttle.hu.
    A hospedagem é bem localizada, próxima a atrações turísticas e transporte público. Você consegue ir a pé: Opera, St. Stephen Basílica, Praça Vorosmarty e Doceria Gerbaud, Ponte Charles, Vaci Utca, Ponto de saída do passeio de Barco Legend (ou Duna).
    Precisa de transporte para: Castelo (ônibus, na Deak Ferenc), Praça dos Heróis (Metrô), Parlamento (via metrô ou elétrico #2, que passa nas margens do Danúbio), Gellert (elétrico) e Citadela (ônibus turístico ou o #27 saindo de Moritz).

  52. simone says:

    Bom dia, meu filho chega em Budapeste no dia 26 de julho 2014 , vai estudar no instituto balassi, porém,está meio perdido em relação onde morar, tem uma sugestão de casa para alugar que fica perto do instituto? Ou holter? Não sei pode me ajudar onde procuro, qual o melhor distrito? Obrigada
    ======================================
    Resposta à pergunta:
    Se ele tiver aula logo cedo, o melhor é mesmo ficar na região. O distrito é o XI (Kerulet), Buda, mas ele é grande, por isso deve-se verificar se ficará mesmo perto. A maioria dos aluguéis é para 1 ano de aluguel, que vai de 200 a 400 eur por mês. Há diversas opções de hospedagem, desde hotéis até albergues, como esta pensão http://www.kisgellert.hu/prices.aspx
    mathiashostel.com? (20 EUR por dia)
    hotelbara.hu?
    kristal.hu? (quartos a partir de 40 EUR por dia)
    cityhostels.hu? (22,50 EUR por dia)
    kisgellert.hu?
    Na avenida Hegyalja passam bondes elétricos para outras partes da cidade, além do ônibus #27 que leva até Moricz, estação de Metrô. Nessa região, há vários hostels (albergues).
    Se não achar na região, pode-se ficar no lado Peste, onde há mais prédios e possibilidades de aluguéis de curta temporada.

  53. Samuel says:

    Olá, Estarei em budapeste em agosto 2014, irei me hospedar na Budavar Pension, gostaria de saber se é uma boa localização, como chegar ao centro….
    obrigado
    ===================================
    Resposta à pergunta:
    Sim, é uma região bem tranquila e silenciosa. Fica perto do Bastião dos Pescadores e do Castelo. Há duas formas de chegar até a cidade: 1) ir até Batthyany Ter, onde está o metrô (e também tem um supermercado lá – o caminho de volta tem uma leve subida) e de onde saem barcos também (mas não turísticos) ou 2) descer até o funicular e pegar o ônibus 16 até Deák Ferenc. Pessoalmente, sugiro o metrô, assim você não depende dos horários de ônibus.
    Mais a noroeste, perto da estação Széll Kálmán tér está o shopping Mammut (dá pra ir a pé, basta pegar a saída de trás do Castelo) e, se tiver a possibilidade, comer no restaurante Csalogány 26 (endereço de mesmo nome).
    Uma estação de metrô depois, no lado Peste, está o Parlamento. A seguinte é a Deak Ferenc, onde você faz a baldeação para outras linhas (por exemplo, para ir ao Opera, Praça dos Heróis) e pega o ônibus para Citadela (#27). A pé, da Deak Ferenc, você pode ir aos pontos turísticos centrais (Basílica, Vaci Utca, Vorosmarty Ter, passeio de barco).

  54. Joyce says:

    Olá, estarei em Budapeste no Mês de Agosto, o bairro escolhido : Zuglo.
    O que me diz? tenho um amigo na cidade que poderá me ajudar com a locomação e etc.
    Quero saber a sua opnião sobre trocar dinheiro.
    levo daqui ou compro lá?
    euro – somente euro.
    ou dolar também ?
    obrigada,
    ===========================
    Resposta à pergunta:
    Zugló: não conheço a região pessoalmente, mas não parece ser distante da parte turística. O ponto negativo é não ter metrô muito próximo, embora a curta distância de ônibus.
    Dinheiro: Se você ainda for trocar, melhor Euro, especialmente se você pretende visitar outros países próximos.
    Se você já tem moeda estrangeira: Em tese, não deveria haver diferença na troca.
    No início do ano, o Euro estava alto em relação ao dólar ($1.38), parece estar baixando, mas não muito ($1.364), pode-se dizer que está estável. É essa proporção que você deve ver na hora de trocar dinheiro. (Divida o valor do câmbio de Euro pelo valor do Dólar, se der acima de 1,37 provavelmente você pagará mais caro o Euro do que o dólar, devendo comprar Dólar).

  55. Evandro says:

    Ola,
    Estarei indo no final de julho para Budapeste e as minhas duvidas são as seguintes:
    1°- Eu moro em Bh e esta complicado achar Euro para comprar, e onde eu consegui achar as casas de cambio estão tendo notas de 100 pra cima. Você saberia informar se eu consigo trocar por valores menores em Budapeste ou é melhor trocar uma parte em forint?
    2°- De Budapeste eu irei para Zagreb na Croacia, pretendo ir de trem, você acha que é melhor comprar ou reservar o ticket pela internet, comprar na hora ou tanto faz?
    3°- Eu vou ficar no total 6 dias em Budapeste, porem ficarei apenas 3 em um Hotel que se chama Fortuna Boat que fica no rio Danubio (Szent István Park Gyógyszertár, 1137 Budapest, Szent István park, Hungria). Você conhece esse local? Saberia me informa se é de facil acesso?
    Obrigado.

    ======================================
    Resposta à pergunta:
    Você não terá dificuldades em trocar euros por Florins… mas arranjar trocado de euro em Budapest já será mais difícil (você pode perguntar no local onde for trocar, se eles tem valores menores… Ou até ver se no aeroporto de BH não teria.)
    Trem: se você já pesquisar os horários de saída, facilita. Na maioria dos trechos, tanto faz comprar lá ou aqui, pela internet (em muitos países o preço muda: quanto mais cedo comprar, mais barato paga. Mas em Budapeste isso não acontece muito). Vai da comodidade. Pessoalmente, acho mais fácil comprar aqui, você economiza tempo. Mas repare que muitas vezes você precisa trocar antes na estação o comprovante da internet pelo bilhete (em máquinas automáticas). Como os trens são mais pontuais, não pode se atrasar.
    Hotel: a localização é um pouco mais a norte da parte principal da cidade. Não é daqueles hotéis que você pode fazer tudo a pé, mas tem transporte nas proximidades (metrô e ônibus). Algum motivo específico para escolher esse hotel? Há hoteis mais centrais na cidade, por bons preços.

  56. Adriana lopes says:

    Ola, chego em Budapeste de onibus (26/07/2014)vindo de Viena, gostaria de receber dicas de como chegar ate o centro e onde cambiar Euro por Florin. Alem disso, tambem gostaria de dicas de como ir de trem de Buda para Praga.
    Agradeco pelo apoio.

    =======================================
    Resposta à pergunta:
    Depende de onde o ônibus para em Budapeste (essa informação você consegue no site da companhia de ônibus). Se for a Népliget (mais comum), tem metrô e ônibus para chegar até o centro (Linha M3 – estação Deak ferenc fica bem no centro).
    Troca de Câmbio: no centro haverá várias opções, como na Vaci Utca (rua comercial principal).
    Trem: na estação central de trem Keleti compra o bilhete (ou pela internet http://www.elvira.hu/english/index.php), são cerca de 7hrs de trem até Praga (Praha Hlavni Hadrazi, que fica ao centro). Então ou você gasta essas horas de dia ou pega o noturno ou ônibus.

  57. clarice says:

    Bom dia
    Adorei as dicas! Parabéns. Eu e meu marido vamos fazer Viena/ Budapeste/ Praga neste mês (agosto). Não sei se foi azar ou sorte, mas chegaremos em Budapeste no dia 20/08. Li que neste dia é feriado. Ficamos na dúvida se as principais atrações estarão abertas. O que fazer neste dia?
    abraços

    =====================================
    Resposta à pergunta:
    A maioria dos locais irá funcionar. Evite locais que possam estar muito cheios, como passeios de barco, a Basílica de St. Stephen.
    O Museu de Belas Artes e Museu Nacional terão entrada gratuita. O Parlamento usualmente abre as portas nesse dia (entrada gratuita), mas formam longas filas.
    Show de Fogos de artifícios começam 21hrs.
    O site do evento ainda não está atualizado: http://augusztus20.kormany.hu/en

    • Eleonora Engler Faraco says:

      O Parlamento custa 5000 HUF a visita
      Está tudo muito caro aqui
      Chegamos ontem com muita chuva e achamos a mais cara das capitais
      Estivemos antes em Lisboa Berlim Praga e Viena

  58. barbara urias says:

    GUIA INCRÍVEL
    obrigada!
    parto pra lá amanha!
    http://www.nopreach.com/

  59. vanessa says:

    Dicas maravilhosas! Desculpa estar comentando um post antigo, mas gostaria muito de saber se vale mais a pena levar euro ou dólar. Agradeço desde já.

    • admin says:

      As duas moedas são bem aceitas na hora de realizar câmbio e você acaba trocando quase pelo mesmo valor.
      Se você vai a outros países da Europa, compensa já trocar pelo Euro mesmo.
      Se você tem dúvidas da quantidade a trocar, pense que é melhor ter dólar do que euro sobrando.
      Se é uma viagem a turismo, calcule 40 EUR por dia por pessoa, multiplique pela quantidade de dias: essa será a quantidade mínima de Euros. O remanescente você pode trocar por Dólares.

      • Vanessa says:

        Obrigada pela resposta! Acabei comprando euro mesmo, pois ainda vou a Viena, Praga e Lisboa. Calculei 50 por dia para cada pessoa e tb estou levando dólar e cartão de crédito. Acho que deve ser suficiente 🙂 Posso te fazer mais uma pergunta? Quanto ao lado de Buda, sempre vejo as pessoas comentando sobre o bairro do Castelo e sobre a Citadella. Como vc disse, a Citadella tem o acesso mais complicado, né? Você acha viável ir ao bairro do castelo e de lá partir para a Citadella? A melhor opção seria pegar um ônibus?

        • admin says:

          Do Castelo, você pega o elétrico 18 (direção Savoya Park), atrás do Castelo, ou o 19 e 41 nas margens do Danúbio, vai até Mortiz e de lá pega o ônibus 27. O metrô verde M3 liga Peste até Buda sul, passando pela Kalvin Ter. Você ainda pode fazer o seguinte trajeto: pegar o elétrico nas margens do Danúbio, seguir até Gellért. Lá você pode ver a ponte e a Igreja na Caverna, talvez até os Banhos Gellert (mas precisa pagar pra entrar), depois seguir até Moritz de elétrico ou ônibus e lá pegar o 27. Se o tempo estiver frio, pode parar pra provar a sopa do F?zelékfaló Étterem, um caldo bem espesso.

          • vanessa says:

            Muito obrigada pela atenção!!! Suas dicas serão muito úteis. Parabéns pelo blog! :*

  60. lais says:

    otimas dicas! tudo bem explicadinho! Adorei conhecer essa cidade linda!!

  61. Agnes says:

    Ola se voce quiser conhecer Budapeste, Hungria, Viena, sou uma guia oficial com a licenciatura. Contacte-me pelo email agneshorvath@live.com para arranjar um tour privada. Obrigada 🙂
    :

  62. Fred says:

    Ola, boa noite!
    Vou chegar em Budapeste as 3 da manha ficarei no Novotel Budapeste City eh uma boa regiao? Conseguirei conhecer alguma atracao por perto?
    Parabens pelo blog.
    Att,
    Fred.
    =====================================
    Resposta à pergunta:
    Não é uma boa localização, em termos de proximidade ao Centro, que é um dos pontos negativos desse hotel (mas é um bom hotel).
    Mas na Europa, distância é algo bem relativo. Tem gente que acha que 20 minutos é um loooongo percurso, o que não é nada para quem mora no Rio ou em São Paulo. Na Europa, mais do que 15 minutos é quase mudar de cidade…
    Você estará a 13 minutos do Castelo, pelo elétrico 61. E a 15 minutos da Vaci Utca e metrô Ferenciek Tere, pelo ônibus. Nessa região, há acesso de transporte ao resto da cidade.
    MAPA DO ONIBUS: http://www.bkk.hu/apps/docs/terkep/buda.pdf
    Estação de referência: BAH csomópont.

  63. Cláudia Regina Rabelo Corrêa says:

    Ola!! Estou indo para o Leste Europeu agora dia 27/09 chego em Praga, depois vou para Viena e só no dia 06/10 estou chegando em Budapeste, estamos indo de ônibus, pois as estações de Trens estão fechadas para a compra de passagens. Ficaremos até dia 10/10. Pelos noticiários de TV daqui do Brasil a situação na Hungria está preocupante devido aos migrantes, gostaria de saber como está a situação por lá, será que teremos algum problema durante estes dias que estaremos por lá?
    Gostaria de elogiar as suas dicas, muito úteis.
    Abraço!
    Cláudia

    ================================
    Resposta à pergunta:
    Em tese não tantos problemas. Pode haver um número maior de pessoas nas ruas, mas nada com tumulto. Em Viena também. O problema acabou ficando no entupimento dos trens e ao cruzar a fronteira (embora você está fazendo o trajeto inverso dos refugiados). De qualquer forma, sugiro apenas um cuidado maior com seus documentos quando estiver em trânsito entre os países.

  64. lisandra says:

    Por favor estarei me Budapeste dia 01.11 e 02.11 , que temos domingo e outro dia de feriado.Gostaria de saber se as atracões abrem neste dias .Grata Lisandra
    ==================================
    Resposta à pergunta:
    Feriados nacionais afetam o comércio local, mas você vai encontrar locais abertos na Vaci Utca e a maioria das atrações turísticas estarão abertas, como museus e restaurantes.

  65. Vinicius says:

    Bom dia, estarei entre os Dias 8-14/92/16 Budapeste com minha noiva, sugestioes de tour, guia, Cambio….
    Abc
    =========================
    Resposta à pergunta:
    Se você estará 6 dias em Budapeste, haverá tempo suficiente para ver tudo com calma. Escolha determinada área e percorra o local a pé.
    Prefira hotéis mais centrais, pois você achará bons preços de acomodações lá. Sugerimos o K+K Opera, que tem um excelente café da manhã.
    Opcionalmente, você poderia escolher uma Terma, como o Gellert. E pode ir a locais mais afastados como o Monument Park. Todo o restante é facilmente percorrido a pé ou com transporte público, pois a cidade é pequena e as áreas bem próximas.
    Se gostar, compre um ingresso para a Ópera ou para o Liszt Academy (música clássica), que tem boa fama.

  66. David Leão says:

    Excelente as informações
    Gostaria de saber se posso usar o cartão de credito para pagamentos e o de debito para retirar moedas local. Tanto em Praga, como em Viena e Budapeste.
    Grato
    David Leão

    ==================================
    Resposta à pergunta:
    Pode sim, a maioria dos estabelecimentos irá aceitar (exceto American Express). Mas lembre-se que Cartão de crédito e débito tem IOF de 6,38% e fica sujeito à conversão do banco. No Crédito, a tarifa é no dia do pagamento da fatura (ou seja, data pra frente). No débito, é no mesmo dia.
    Para Débito, a maioria dos bancos cobra valores por saque (tarifa fixa. Itaú: R$ 9 por saque). Informe-se antes com seu banco.
    Precisa ainda pedir para desbloquear ANTES no banco para utilização no exterior.

  67. Cinthia Esteves says:

    Oi , não sei se você vai responder, rsrsrs.
    Pretendo ir em Lua de mel no dia 09/10/16 e voltar 15/10/16, e pretendemos ficar no Korona Pension. Tenho umas dúvidas: Levo já em Florins o dinheiro ou espero para ir em uma casa de câmbio lá e trocar? Ou é melhor eu tentar pagar tudo no débito? Sabe me dar algumas dicas? O período que vou é bom? Inverno , verão etc?
    ===========================
    Resposta à pergunta:
    MOEDA: a cotação daqui será inferior. Se for levar moeda, leve Euros mesmo e troque lá conforme sua necessidade. A cotação na cidade será melhor do que no Aeroporto. Cuidado ao trocar moeda lá, evite ser abordado por pessoas estranhas que ofereçam esse serviço. Não recomendaria débito por causa do IOF de 6,38% e porque haverá lugares que não aceitarão cartão.
    O período é bom, em tese terá temperaturas agradáveis, lá será Outono, em torno de 20º.
    Achei apenas a localização do hotel extremamente desfavorável ao curto período de estada, mas você pegará o ônibus 53, que passa a cada 10min, para chegar ao metrô ou bondes elétricos, não será um problema muito grande. Não é uma cidade dificil de se locomover, nem muito grande. Permite que sejam feitas muitas caminhadas (como no Castelo, no Vorosmarty e Opera e na Vaci Utca), sem depender muito de transporte.
    Se levar nosso guia impresso, você verá que será bem fácil chegar aos lugares mais importantes. De resto, escolha os restaurantes de sua preferência e se vocês vão realizar passeios a lugares mais “distantes”, já que seria necessários mais tempo e planejamento. Só para a cidade, não seria necessário muito planejamento pois tudo é bastante fácil de se chegar e visitar.

  68. angela says:

    Prezados,
    estarei indo pra Budapeste e ficarei no Budapest Budget Hostel. é um hotel bem localizado?
    ==========================================
    Resposta à pergunta:
    Para uma cidade relativamente pequena, é um pouco afastado da região central, então você vai depender de pegar o bonde elétrico todos os dias. Fora isso, sem problemas.

  69. neuza siqueira says:

    Por favor, me esclareça! Chego de Viena de trem em 02 de outubro de 2016 em Budapeste. Chegando na estação de trem em Budapeste como faço para pegar o metro? Tenho que sair da estação de trem ou dentro da própria estação tem conexão com o metro? Na passagem de trem está para eu descer na estação Kéliti e tenho que descer para o meu hotel da estação de metro Kálvin tér. Como faço?
    Obrigada!
    Neuza

    ===========================
    Resposta à pergunta:
    Não tem conexão entre trem e metrô, mas você compra fácil nas máquinas ou operadores, o acesso é dentro mesmo da estação, tem placas indicando (seguir indicação para linha VERDE M4). Aí você compra o unitário (350 HUF) ou passes (tem de 1, 3, e 7 dias) http://www.bkk.hu/en/tickets-and-passes/prices/.
    Se optar por taxi, apenas use os oficiais (Fo ou City).

  70. David Ribeiro says:

    Olá. Estou indo em Budapeste na próxima semana e estou indeciso ainda se compro ou não o budapest card. Em relação aos museus no site diz apenas entrada grátis em 2 dos 10gratuitos. Será que vale mesmo a pena comprar o cartão?
    ============================
    Resposta à pergunta:
    Apenas para museus não compensaria, mas você tem outros descontos inclusos, como o passeio de barco (20%), o ônibus turístico (20%) e a casa de banho Lukács (que custa 13 EUR).
    Se você aproveitar um dos Museus (economia de 5EUR), a casa de Banho (13EUR), mais um desconto de barco (desconto de 2,6EUR), dá o preço do passe. Ou seja, você precisa fazer mais do que isso em 3 dias para valer a pena. Eu pessoalmente não compraria, porque acaba forçando o turista a fazer mais coisa em pouco tempo, às vezes sem total aproveitamento do passeio, considerando que os descontos em Museus podem chegar a míseros centavos.
    Também você precisa considerar se vale a pena em relação ao transporte. O passe de transporte de 3 dias (4150) tem pouca diferença com o de 7 dias (4950). Se você fica cinco dias, ou uma semana, compensa pegar o passe de transporte mais longo, do que o Budapest Card com 3 dias.

  71. Filipa Silva says:

    Olá. Primeiro obrigada pelas ditas, ajudam bastante!
    Mas gostaria que me ajudasse no seguinte, pois irei para Budapeste na semana de 28/11/2016 e ficarei lá 5 dias. Dúvidas:
    – O hotel Ibis Budapeste City fica bem localizado, para visita a cidade toda e perto de transportes públicos?
    – Qual a melhor forma de ir do aeroporto (chego com a Ryanair pelas 20:30) para o hotel IBIS ? No taxi aceitam euros, pois li que o câmbio de euros/HUF é desfavoravel no aeroporto devo cambia-lo na cidade.
    – Posso comprar o budapest 7 days travel no aeroporto? E usa- lo de imediato no ônibus nº 200E para apanhar o metro para o centro? Ou é melhor ir de táxi dado que chego ao anoitecer?
    – Será melhor trocar alguns euros para florins para comprar bilhetes de transporte?
    – Aceitam euros em todo o comércio?
    – Existem pista de gelo em budapeste, qual você recomenda? E banhos qual o mais recomendável?
    – Nesta época (primeira semana de Dezembro) já existem programa de Natal, o que você aconselha?
    Obrigada pela ajuda!!!
    Filipa

    ====================================
    Resposta à pergunta:
    HOTEL: fica em uma região comercial, na linha M2 vermelha do metrô, tem muitas facilidades sim, embora você dependa de transporte público para chegar nas atrações. Você poderá usar a estação Deak Ferenc para fazer as baldeações de Metrô. AERORPORTO: Poderão aceitar, mas a tarifa de conversão será tão ruim quanto aquela do aeroporto.
    Também não haveria problema em pegar o transporte público, já que taxi é caro. Os ônibus funcionam até tarde da noite, sem problemas. Nesse horário, tem ônibus a cada 10 minutos. O embarque é feito pela porta da frente. http://www.bud.hu/english/passengers/access_and_parking/by_public_transportation
    Horários do ponto seguinte ao aeroporto, para referência: http://www.bkk.hu/apps/menetrend/pdf/2005/20160601/9.pdf
    Acho que bilhetes de transporte devem ser comprados em florins (ou usar cartão de crédito). O de 7 dias custa HUF 4 950.
    MOEDA Euros não é aceito em todo o comércio (alguns restaurantes seria o mais fácil), acho que não vale a pena usar Euros, mesmo que aceitem, porque você fica sujeita a uma tarifa diferente a cada transação.
    Pista de Gelo: Sim, tem no parque principal, onde está a Praça dos Heróis. Informações aqui Tem aluguel do equipamento e uma tarifa cobrada por horas de uso da pista.
    Lá também fica o Banho público mais antigo da cidade, o Széchenyi, bem tradicional.
    http://www.szechenyibath.hu/. Tem o tradional Gellert, que é o que usam nas fotos em revistas e guias da cidade. PREÇOS. Os valores são bem parecidos entre eles, veja qual é sua preferência. O Széchenyi permite visitar (sem banho), pelo valor de HUF 1700..
    NATAL: já haverá eventos e a feira de Natal na Vörösmarty Ter (praça, metrô de mesmo nome, fácil acesso pela Deak Ferenc também). No Opera haverá a peça Nutcracker – Quebra-Nozes, com tema de Natal. O ensaio é dia 01, a peça entra em cartaz dia 3. Eles vendem ingressos para o ensaio também. Tem outras idéais no site http://budapestchristmas.com/

  72. Paulo says:

    Boa noite , estarei em Budapeste em 14 a 16/05/17 , vindo de Viena através de trem . Ficarei hospedado no Ibis Budapeste Centrum . Estarei com malas . Qual seria as opções para ir da estação de trem até o Hotel ? Grato .
    ================================
    Resposta à pergunta:
    A estação de trem Keleti tem conexão direta à estação mais próxima do hotel, a Kalvin Ter, que tem escada rolante e elevadores para deficientes. O trajeto duraria uns 10 minutos.
    Você poderia pegar um taxi ou Uber também, pelo Uber sairia uns 6 EUR, cerca de 20 minutos. Tarifas simuladas pelo TaxiFareFinder

  73. Grazi says:

    Olá !
    Seu site é ótimo!
    Voce sabe dizer se tem transporte público para o aeroporto aos domingos bem cedo?
    Precisaria estar no aeroporto no máximo até as 5:15 da manha.
    Obrigada !

    =====================================
    Resposta à pergunta:
    Como o metrô começa só 4:30, acho que fica meio em cima da hora. O ônibus 200e parte de K?bánya-Kispest, que já deve levar uns 25 minutos para chegar ao aeroporto, funciona a partir das 4, mas tem poucas saídas nesse horário (a cada 20 ou 30 minutos).
    Nesse caso, ou você pega um taxi até K?bánya-Kispest e depois pega o ônibus; ou já tenta contratar um transfer da cidade até o aeroporto.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Kyplex Cloud Security Seal - Click for Verification